AMG 0 x 1 CAM – Atlético leva a melhor no “Derby das Multidões”

Início agitado do jogo rendeu gol ao Galo, que alcança 7º lugar no Brasileirão

Galo faz aos três do primeiro tempo e ganha clássico em Minas (Foto: Divulgação/Fernando Martins/Globo Minas)

O Derby das Multidões é um clássico mineiro jogado há mais de um século. Na sua quarta edição em 2016, a partida ocorreu neste domingo (26) no estádio Independência, em Belo Horizonte. Os dois times se encontraram em estados bem distintos na temporada: o América-MG é o atual campeão mineiro e lanterna do Brasileirão, diferente do Atlético-MG, que vinha de duas vitórias seguidas, saiu do Z-4 e ensaia uma arrancada no campeonato.

O início do primeiro tempo foi de boa qualidade técnica e intensidade. No primeiro minuto, o América já engatou um contra-ataque, e depois de cruzamento de Danilo, Vitor Rangel cabeceou com perigo contra a meta do goleiro Victor. Três minutos depois, em falha individual na saída de bola, Clayton carregou a bola pela meia-intermediária. Os zagueiros se adiantaram na linha bola e deixaram Robinho sozinho, que na sequência recebeu um passe e ficou cara-a-cara com o goleiro João Ricardo. O “homem das pedaladas” não perdoou o erro e marcou o primeiro e único gol do dia, seu terceiro no Brasileirão.

Aos sete minutos, Fred e Clayton tramaram um ataque que terminou em chute tranquilo para a defesa do goleiro Alviverde. O lance de maior perigo do Coelho veio aos 12 minutos. Em bola perdida de Clayton, Ernandes carregou a bola e tocou para Jonas finalizar, obrigando o arqueiro atleticano a fazer grande defesa ainda no começo do jogo.

Gol
Vibração da equipe com o gol de Robinho Foto (Divulgação: Fernando Martins / Globo Minas)

A partir deste lance, houve mudança clara no ritmo do jogo. O América passou a ser o time mais ofensivo na partida, enquanto o Galo se concentrou em defender e fazer transições rápidas em contra-ataque. Forçando a saída de bola do Galo, o Coelho, com investida de Osman, levou a bola até a grande área e bateu com força. A bola desviou em Erazo e obrigou Victor a fazer a segunda defesa importante da etapa. A pressão alviverde continuou com a posse de bola. Ernandes cruzou mais uma vez para a área e Victor espalmou de forma curiosa.  A partir dos 25 minutos, o jogo teve uma queda de ritmo bastante expressiva, nem mesmo a troca de lado entre Robinho e Clayton evitou que o rendimento caísse ofensivamente.

O América continuava em seu jogo de posse, tentando forçar um erro da defesa atleticana que estava bem postada em campo. Aos 40 da etapa inicial, Cazares bateu falta e Marcos Rocha pecou na conclusão. O último lance importante do primeiro tempo foi o chute de Alan Mineiro, que obrigou Victor a fazer uma defesa rasteira.

Na etapa complementar, o jogo foi equilibrado mas com fraca condição técnica. Apenas aos cinco minutos ocorreu o primeiro chute a gol. Osman bateu contra a meta de Victor, que fez defesa tranquila. A próxima oportunidade contundente viria apenas aos 14 minutos, com Victor Rangel batendo em cima do goleiro Victor.  O jogo a partir daí  não teve muita qualidade na criação de jogadas.

O Atlético fez uma substituição dupla trocando Robinho e Clayton por Patric e Dátolo, respectivamente. Já o América trocou Alan e Leandro Guerreiro por Borges e Juninho. Aos 30 do segundo tempo, a melhor chance do Atlético veio do passe de Cázares com conclusão de Fred. A bola atingiu a trave com muito perigo, e na sequência a defesa do Coelho cortou para evitar o segundo gol dos adversários. A melhor chance Alviverde na segunda etapa veio aos 47 minutos, com Victor Rangel batendo direto da entrada da área. Mas o chute saiu fraco e não mostrou perigo.

No término do jogo ainda houve uma pequena confusão entre Leonardo Silva, do Galo, e Borges, do América. Foi necessária a intervenção da arbitragem, e ambos jogadores saíram amarelados da discussão.

O jogo teve um bom primeiro tempo, mas uma queda drástica na qualidade nos minutos finais. Com o resultado, o América chega ao fundo do poço, com oito pontos na 20ª posição. Já o Atlético avança para o 7º lugar, com 16 pontos. Esta é a primeira vitória do Atlético em cima da equipe do América na temporada.

 

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA 0 x 1 ATLÉTICO
Campeonato Brasileiro – 11ª rodada
Data: 26/06/2016
Hora: 11h
Estádio: Arena Independência
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Gol: Robinho (3′)
Público: 9.516
Renda: R$231.040,00
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Rodrigo F. Henrique Correa (Fifa/RJ)
Cartões amarelos: Clayton, Marcos Rocha, Leonardo Silva (Atlético), Danilo Barcelos, Adalberto (América)

AMÉRICA-MG
João Riardo; Jonas, Adalberto, Sueliton e Hernandes; Danilo Barcelos (Tiago Luis), Claudinei, Leandro Guerreiro (Juninho) e Alan Mineiro (Borges); Osman e Victor Rangel. Técnico: Sérgio Vieira.

ATLÉTICO-MG
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso, Cazares e Clayton (Patric); Robinho (Dátolo) e Fred (Eduardo). Técnico: Marcelo Oliveira.

Texto: Lucas Poeiras

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*