Arlindo Maracanã: a despedida de um moralizador

Um Maracanaço ludovicense!

Arlindo Maracanã, mais um moralizador se despede do futebol
Arlindo Maracanã, mais um moralizador se despede do futebol

Neste sábado (14) será o marco de início do Brasileirão – Séries A e B. Contudo, nesta primeira rodada da Série B, mas especificamente no estádio Castelão, em São Luiz-MA, ocorrerá a despedida de um ídolo do esporte maranhense, Arlindo Maracanã, na partida entre Sampaio Corrêa x Vasco da Gama. O volante de 37 anos não tem mais o mesmo vigor físico de quando foi lançado ao futebol profissional na década de 1990, essa e a principal razão de sua despedida. Contudo, engana-se quem acha que o meia abandonará o futebol, depois de pendurar as chuteiras ele tomará a caneta e assumirá a função de gerente de futebol no próprio Sampaio.

Como já foi dito, Arlindo estreou no futebol profissional na década de 1990 na Bolívia Querida, onde, fez parte da equipe campeã brasileira da terceira divisão em 1997, logo depois, teve uma rápida passagem pelo Tricolor das Laranjeiras, entre 2001-2002, e mais tarde teve uma passagem mais rápida ainda pelo Ceará e Vasco, após rodar em alguns clubes voltou ao Ceará em 2004, onde tomou status de ídolo, comandando as conquistas do cearense de 2002 e 2006 e o acesso do Vozão à Série A. Ainda no Ceará carrega a alcunha de ser o único jogador a atuar nas 11 posições, isso mesmo, após a expulsão do goleiro em certo jogo, Maracanã tomou para si a responsabilidade de arqueiro do clube na dada partida.

Jogo Fortaleza x Ceará pela Final do Campeonato Cearense 2009 (Clássico rei) no estádio castelão Na foto: Arlindo Maracanã (jogador do Ceará) Foto: Marcos Campos, em 03/05/2009
Jogo Fortaleza x Ceará pela Final do Campeonato Cearense 2009 (Clássico rei) no estádio castelão
Na foto: Arlindo Maracanã (jogador do Ceará)
Foto: Marcos Campos, em 03/05/2009

Antes do retorno para o Tricolor em 2011, o atleta ainda teve passagem pelo Avaí, onde conquistou o catarinense em 2009 e o acesso para o brasileiro do mesmo ano. Já no Sampaio, o ludovicense foi capitão da conquista invicta do clube na Série D de 2012, e a conquista do estadual do mesmo ano. Já no ano seguinte conquistou mais um acesso na carreira, contribuindo no vice campeonato da equipe maranhense na terceira divisão, com direito a gol na semi contra o Fortaleza em uma Arena Castelão lotada. Depois, ainda conquistou o seu quinto campeonato estadual na carreira, com a campanha no maranhense de 2014. Em 2015, o desportista ainda viveu uma experiência de técnico interino do Tubarão por algumas rodadas na Série B no brasileiro do ano.

Atualmente, o episódio mais emblemático envolvendo o ídolo, foi uma briga contra o técnico do Ceará, Lisca, onde ambos trocaram farpas no encontro das equipes pela Copa do Nordeste em março deste ano, onde em uma entrevista exaltada, disse: “Ele é um retranqueiro e mau-caráter. Ele veio me ofender dizendo que eu era ‘safado’ e eu retribui com o mesmo carinho. Eu tenho uma história no Ceará, tenho uma história e quem é Lisca? Foi campeão de quê? Aqui no Ceará já tive acessos e ajudei a livrar o time de rebaixamentos. Quem é o Lisca? Eu não conheço, só conheço o Ceará”

Em suma, Maracanã, sem dúvidas, é um ídolo no futebol maranhense, sem dúvidas, merece um Castelão lotada sábado para sua despedida e todas as palmas dos torcedores. Já nós, da CL, deixamos aqui nossa homenagem e um muito obrigado pelas cenas lamentáveis que proporcionou para os confrades maranhenses bebedores de refrigerante rosa. Obrigado Luis Arlindo de Jesus dos Santos/Maracanã!

Texto: Pedro Weverton

2 Comentários em Arlindo Maracanã: a despedida de um moralizador

  1. Como torcedor do Ceará confirmo: O cara literalmente jogou em todas as posições. Zagueiro e goleiro foi o velho quebra galho, mas de resto, ele era o verdadeiro jogador DESCUBRA, você nunca sabia qual posição ele iria jogar.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*