Brasiliense: o uniforme mais rock and roll do futebol brasileiro

Em 2010, o Brasiliense lançava o uniforme mais Rock n' Roll do Brasil (Foto: Reprodução/esportes.terra.com.br)
Por: Bruno Gabriel, PR

É sabido que Brasília sempre teve uma importância crucial no cenário musical nacional, principalmente no Rock, que influenciou diversas vidas de nosso Brazilsão afora em meados dos anos 80 até os dias atuais.

Brasília nada mais é que o local onde nasceram bandas com letras marcantes e de repúdio ao governo e a política brasileira como Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude. Em 2010, a cidade e seu rótulo de ‘Capital do Rock’ foram homenageados por um dos seus principais clubes em seu terceiro uniforme e o resultado foi no mínimo curioso.

Fora do padrão, a camisa deu o que falar (Foto: Reprodução/esporte.ig.com.br)
Fora do “padrão”, a camisa deu o que falar (Foto: Reprodução/esporte.ig.com.br)

O Brasiliense estreou o Caveirão (como ficou conhecido o uniforme por seus torcedores) no dia 13 de julho de 2010 contra o América-MG pela 8° rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Por coincidência ou não, no dia do Rock. Pode-se dizer que o Caveirão não teve influencia positiva e nem negativa na sorte dos torcedores da equipe de Brasília, já que o jogo acabou com o placar de 1 a 1.

E com um uniforme tão ousado e irreverente é claro que o autor de seu “primeiro gol” deveria ser uma figura totalmente CL, e foi! Aloísio Chulapa, o Rei do Danone, aproveitou bom cruzamento da direita e estreou a relação do uniforme com o gol. Momento mais CL e folclórico impossível!

A camisa alternava em tons claros e mais escuros de azul e buscava simular um jeans. A tradicional cruz no peito foi mantida e então refeita na cor preta. Mas o que realmente chamava a atenção era a quantidade de estampas que a mesma continha. Muitas caveiras e até o nome da equipe pareciam estar colados sobre esse jeans que inicialmente apareciam até mesmo sobre o número das costas dos jogadores, o que deveria ser um verdadeiro problema para os narradores de plantão.

Ão, ão, ão, amarelo é tradição!

Era o que gritava os torcedores do Brasiliense na época. A camisa não acabou sendo muito bem recebida e alguns torcedores protestavam incansavelmente no estádio. Há registro até que em sua estreia houve torcedores desavisados que de primeira vista imaginaram que o uniforme era do time visitante, o América-MG.

O que poucos sabem sobre a história do uniforme Caveirão é que ele foi uma ideia vindo de um torcedor, ou melhor, de uma torcedora. Aline da Silva trabalhava no site do Brasiliense e apresentou a sua ideia para a diretoria na época. Grandes clubes pelo mundo estavam na onda de lançar terceiros uniformes e com isso a diretoria do Jacaré acabou aceitando a ideia de Aline e a colocando em prática.

As caveiras que aparecem estampadas são todas capas de álbuns da banda The Misfits, banda norte-americana de punk rock que surgiu no final dos anos 70 e que influenciou grandes bandas brasilienses. No lugar do nome da banda, a diretoria colocou o nome do time e fez da camisa, certamente, a mais Rock And Roll que o futebol brasileiro já viu.

 

Fontes: Globo.comZero HoraBrasilienseYoutube

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*