CEA 0x0 BPB – Empate em casa tira Ceará da Copa do Brasil

Botafogo segura a vantagem do jogo da ida e avança

Dividida do jogo de baixo nível técnico e muita luta em Ceará x Botafogo-SP (Kid Júnior/Agência Diário/globoesporte.com)
Dividida do jogo de baixo nível técnico e muita luta em Ceará x Botafogo-SP (Kid Júnior/Agência Diário/globoesporte.com)

Na noite desta quarta feira (20), Ceará e Botafogo-PB disputaram o jogo de volta da Copa do Brasil, no Estádio Presidente Vargas, Fortaleza. Os times ficaram no empate sem gols. O resultado classificou a equipe paraibana, que possuía vantagem adquirida com a vitória de 3 a 0 na partida de ida. O Vovô dá adeus à competição e o Belo segue para as oitavas de final, continuando a sua melhor campanha da história na competição.

O Ceará foi para o jogo hoje com 11 desfalques, entre lesões, suspensões e questões burocráticas, mas tentou reverter a grande vantagem do Botafogo-PB. Baixou o preço dos ingressos para ter o apoio da torcida e transformar o estádio em um caldeirão, mas não conseguiu. Com a necessidade de, no mínimo, três gols de diferença para levar a partida para os pênaltis, o alvinegro se lançou para o ataque. Mas logo sentiu o peso das improvisações (como, por exemplo, jogar com um atacante, Robinho, na lateral direita) e do desentrosamento da equipe, composta de uma ampla maioria de reservas. Já o Belo foi para a partida com a proposta bem clara de segurar a vantagem e esporadicamente atacar o adversário. Deu certo e conseguiu a classificação sem grandes sustos.

O primeiro tempo, com este cenário, foi de poucas emoções. O Ceará tentou algumas vezes. Mas Baraka cruzou errado e acertou o travessão. Já Robinho tentou jogada individual, mas chutou para fora. Enquanto Caio César, dentro da grande área, arriscou mas chutou em cima da marcação. Por outro lado, o Botafogo-PB chegou somente em um contra-ataque com Rodrigo Silva, que finalizou errado de dentro da área alvinegra cearense e mandou para fora. Foi uma primeira etapa que ficou marcada apenas pela grande presença e festa da torcida cearense. No campo, os dois times decepcionaram.

O segundo tempo começou com mudanças no Ceará. Por lesão, o zagueiro Charles saiu e entrou Lucas, da mesma posição. O cenário continuou o mesmo do primeiro tempo: cearenses tentando – desorganizadamente e sem inspiração –  chegar ao gol dos paraibanos. A chance mais clara do jogo só veio aos 12 minutos, em cabeçada de Robinho, defendida no puro reflexo do paraibano Michel Alves. Depois disso, o que se viu foi o Vovô tentando aumentar ainda mais a pressão. O time se lançava ao ataque, com entradas de Alex Amado e Tomás Bastos, e o Botafogo respondeu colocando Carlinhos e Assis para seguir com sua proposta defensiva no jogo. Alex Amado, Sandro e Tomás Bastos (no travessão!) fizeram as últimas tentativas pelo Ceará. Pelo Belo, Rodrigo Silva teve duas oportunidades em contra-ataques, mas o placar não mudou.

Agora o Ceará foca suas forças na Série B. O Botafogo-PB dividirá as atenções entre a Copa do Brasil e a Série C. Os cearenses voltam a campo no sábado (23) contra o Vila Nova, em Goiânia. Enquanto os paraibanos jogam no domingo (24) em João Pessoa contra o Salgueiro, pela Terceirona.

 

FICHA TÉCNICA:
CEARÁ 0 X 0 BOTAFOGO-PB

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 20 de julho de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: ítalo Medeiros de Azavedo (RN)
Assistentes: Leandro Lincoln Santos Neves (RN) e Ruan Neres Souza de Queiroz (RN)
Público:
Cartões amarelos:
Rafinha e Ceará (Ceará); Djavan, Danielzinho (Botafogo)

CEARÁ: Éverson; Robinho, Sandro, Charles (Lucas) e Eduardo (Tomas); Baraka, Felipe, Rafinha e Caio César (Alex Amado); Ricardinho e Serginho
Técnico: Sérgio Soares

BOTAFOGO-PB: Michel Alves; Ângelo (Henik), Plínio, Marcelo Xavier e João Paulo, Djavan, Sapé, Pedro Castro e Marcinho (Assis); Rodrigo Silva e Danielzinho (Carlinhos Junior)
Técnico: Itamar Schulle

Texto: Victor Portto

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*