CL na Copa: México, a força azteca em busca da melhor campanha nas Copas

TÁ NA HORA DE QUEBRAR O TABU

Por Max Galli, SP

A quinta seleção que mais apareceu em Copas do Mundo, o México chega para o seu sétimo Mundial seguido com as ideias do técnico Carlos Osório, chamado por muitos de “el profesor”, por ser PhD em Ciência do Esporte. O grupo que irá ao torneio une experiência e juventude, e tentará, finalmente, ultrapassar as quartas de final.

Depois de serem “garfados” na Copa aqui do Brasil nas oitavas-de-final contra a Holanda, os mexicanos se revitalizaram em termos de ideias para a formação do novo grupo rumo a 2018. Foram atrás do técnico Juan Carlos Osório — conhecido pelas variações táticas e revezamento de equipes. 

Com o “el profesor”, formou-se a equipe que participaria da Copa América Centenário de 2016 realizada nos Estados Unidos, da Copa das Confederações em 2017, da Copa Ouro de 2017 e das Eliminatórias da Copa de 2018.

O início de trabalho do técnico foi incrível: 22 jogos invictos até chegar às quartas de final da Copa América. O primeiro revés, no entanto, foi vexatório. Um 7×0 contra o Chile. O resultado fez com que ele nunca mais tivesse tranquilidade no cargo. Na Copa das Confederações, por exemplo, foi suspenso por seis jogos pela FIFA após xingar o árbitro e os auxiliares no jogo contra Portugal. Apesar do ocorrido, levou o time para um quarto lugar após tomar outra goleada nas semifinais contra os alemães. Na Copa Ouro, Osório não ficou em campo por causa da suspensão e viu os mexicanos serem eliminados para a Jamaica também nas semis.

Mas nas Eliminatórias o trabalho foi extremamente tranquilo, sem sofrer sustos, entrando diretamente na quarta fase do qualificatório, os mexicanos foram para o hexagonal final sem nenhuma derrota e apenas um gol tomado num grupo que tinha Canadá, Honduras e El Salvador. Na fase final, foi a quinta Seleção classificada para o Mundial na Rússia com três rodadas de antecedência, tendo apenas uma derrota.

O México, que já sediou o Campeonatos dos Campeonatos de futebol por duas vezes (1970 e 1986), sempre chegava aos Mundiais com uma certa expectativa, pois sempre teve jogadores jogando na Europa e rodados por todo o globo. Porém, a Seleção nunca conseguiu ultrapassar as quartas de final. Nas últimas seis edições, os Aztecas caíram nas oitavas de final, o que se transformou um obstáculo ainda maior.

Com as ideias do “el profesor”  e com estigma de fazer a melhor campanha da história do México, o grupo tem como grande comandante Chicharito Hernandez, hoje no West Ham da Inglaterra. O jogador é o maior artilheiro do país com 50 gols marcados e vai para a sua terceira Copa, após jogar as de 2010 e 2014. Outro atleta que é um dos emblemas dessa seleção é Andrés Guardado, o terceiro jogador com mais partidas pela Seleção. Além do melhor jogador da equipe no último Mundial, o goleiro Ochoa.

O grupo atual possui várias peças que fizeram parte da conquista da medalha de ouro nas Olimpíadas de 2012 em Londres na final contra o Brasil. Jogadores como Raul Jiménez, Oribe Peralta, Héctor Herrera, Javier Aquino, Néstor Araujo e Marco Fabián. Além de Giovani dos Santos, o grande maestro do time, e que já foi considerado pupilo de Ronaldinho Gaúcho após ser criado nas escolas da La Masia do Barcelona.

Os convocados são:

GOLEIROS: Guillermo Ochoa (Standard Liège-BEL), José Corona (Cruz Azul-MEX), Alfredo Talavera (Toluca-MEX)

DEFENSORES: Carlos Salcedo (Eintracht Frankfurt-ALE), Diego Reyes (Porto-POR), Héctor Moreno (Real Sociedad-ESP), Hugo Ayala (Tigres-MEX), Edson Álvarez (América-MEX) e Miguel Layún (Sevilla-ESP) e Rafael Márquez (Atlas-MEX)

MEIO-CAMPISTAS: Jesús Gallardo (Pumas-MEX), Héctor Herrera (Porto-POR), Jonathan dos Santos (LA Galaxy-EUA), Andrés Guardado (Betis-ESP), Marco Fabián (Eintracht Frankfurt-ALE) e Giovanni dos Santos (LA Galaxy-EUA);

ATACANTES: Javier Hernández (West Ham-ING), Raúl Jiménez (Benfica-POR), Oribe Peralta (América-MEX), Jesús Corona (Porto-POR), Carlos Vela (Los Angeles FC-EUA), Javier Aquino (Tigres-MEX) e Hirving Lozano (PSV-HOL).

Tabela de Jogos na Copa do Mundo:

Grupo F

1ª rodada: Alemanha x México, domingo (17) às 12h em Moscou.

2ª rodada: Coreia do Sul x México, sábado (23) às 12h em Rostov-on-don.

3ª rodada: México x Suécia, quarta (27) às 11h em Ekaterinburg.

Fontes: IG, ESPN

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*