Compilado alternativo de junho

Que tal começar mais um resumão com uma BOTINADA? Foi o que fez o Léo Gamalho, contratado sabe-se lá Deus porque pelo Nacional, de Montevidéu. O contrato de seis meses acabou com dois gols e duas expulsões – a segunda no fim de semana, na derrota para o Liverpool, na última rodada do Mujicão.

Na mesma linha, Ben Shepherd, baterista do (lamentavelmente) extinto Soundgarden, mostrou todo o espírito CL ao levar a sério um amistoso beneficente na Inglaterra. Edgar Davids que o diga…

Lamentável também, mas pelo SURREALISMO do lance, foi o que fez este discípulo de Deivid no Japão. O atacante do Kyoto Sanga, na segundona nipônica, tinha a vida tão fácil que… Enfim.

Não digam que a gente pega no pé dos japoneses. Mas dá uma olhada no que fez o goleiro do Albirex Niigata, pela Copa da Liga por lá. Benji Wakabayashi mandou saludos.

Como nem tudo é coisa lamentável, tivemos um golaço que deve ter deixado George Weah orgulhoso. Melhor jogador do mundo para a FIFA em 1995, o liberiano viu seu compatriota William Jebor fazer bonito no empate contra o Togo, que deixou a Libéria a um empate na rodada final para voltar à Copa Africana de Nações.

Finalizando por aqui, a grande imagem do fim de semana. Uma das grandes imagens do esporte no mês, sem dúvida. E aquela que vai nos marcar na Copa América. Com vocês, o cinegrafista mais azarado das Américas.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*