Compilado alternativo de março

Centenas de torcedores afegãos viram o jogo de perto e festejaram com a equipe.
Centenas de torcedores afegãos viram o jogo de perto e festejaram com a equipe.

Nada melhor do que começar uma seção aqui nas Cenas Lamentáveis do que destacar… Cenas lamentáveis! Elas deram o ar da graça no jogo entre dois times amadores do futebol turco. As equipes são amadoras, mas as cenas lamentáveis são dignas de profissionais.

Os jogadores se estranharam e partiram para os finalmentes com direitos às clássicas imagens do goleiro camisa 12 chegando chutando tudo o que via pela frente. No fim, após muita confusão, as coisas se acalmaram e a partida seguiu.

Falando em lamentável, não poderíamos deixar de citar o gol contra feito pela Síria no jogo com o Japão, pelas eliminatórias rumo à Copa do Mundo. O goleirão Ibrahim Alma afastou a bola com um soco, mas a pelota acertou em cheio o rosto do zagueiro Hamdi Al Masri. O pobre defensor nem anotou a placa, coitado.

No fim, o Japão goleou por 5 a 0, e as duas seleções estão na fase final da competição.

O que não foi nada lamentável foi a campanha do Afeganistão nas eliminatórias. “Vocês estão loucos”, alguns dirão. Nada disso. Os afegãos terminaram com três vitórias, um recorde em campanhas para Copas do Mundo. Nesta semana, encerraram do melhor jeito possível, ganhando de Cingapura no campo neutro de Teerã. Campo neutro sim, falta de apoio, não. Centenas de torcedores afegãos viram o jogo de perto e festejaram com a equipe.

Centenas de torcedores afegãos viram o jogo de perto e festejaram com a equipe.
Centenas de torcedores afegãos viram o jogo de perto e festejaram com a equipe.

Lamentável também foi o que fez o bravo atacante Daniel Imperiale, do Quilmes. O jogo contra o Vélez, pelo Campeonato Argentino, tava empatado em 1 a 1 quando o goleirão do time do Vélez se atrapalhou e foi desarmado por Imperiale.

Mas… Quando tá tudo muito fácil é bom desconfiar. E os hinchas do Quilmes vão sempre desconfiar quando o seu camisa 24 ficar na cara do gol sem goleiro.

https://twitter.com/NSenseFootball/status/714561417215664137

Nosso intuito aqui, claro, não é só destacar as lambanças e as peripécias das defesas mundo afora neste mundão alternativo. Quer uma prova? Dá uma olhada neste possível candidato a Prêmio Puskas: Paulin Puel, da equipe sub-19 do Nice, da França. Isso que ele é filho de Claude Puel, técnico dos profissionais do mesmo clube. Será que rola uma promoção depois desse golaço?!

https://twitter.com/NSenseFootball/status/714455757304033282

Agora, cá entre nós, a melhor história da semana pertence ao Bath City FC. Não conhece? O Bath é um time da sexta divisão inglesa, faz campanha sofrível e luta para não cair. Só que, no fim de semana, a vitória que o clube obteve bem que nos deixa com uma certa inveja pelo modo como aconteceu.

Contextualizamos: era um clássico regional contra o Weston-super-Mare, que está muito perto do rebaixamento. E, jogando fora de casa, o Weston abriu o placar… Aos 45 minutos do segundo tempo! O cenário parecia desolador para o Bath e, convenhamos, realmente era. Só que o time conseguiu um pênalti aos 48 para empatar. E, após a saída de bola, recuperou a posse e Tyler Harvey arriscou do meio de campo mesmo. De forma impressionante, deu certo! Golaço, virada e vitória no dérbi. Para enlouquecer os pouco mais de 800 torcedores presentes!

Com a certeza de termos ajudado a espalhar um pouco mais a mensagem do futebol alternativo no mundo com esta seção, nos despedimos por agora. Mas fiquem com uma imagem marcante, que os fará pensar e refletir sobre muitas coisas. Até a próxima!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*