Copa do Nordeste 2017 – Quartas de finais

Jogos de volta serão emocionantes na Lampions League

A orelhuda mais cobiçada do futebol (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)
A orelhuda mais cobiçada do futebol (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)
Por Diego Borges e Jean Costa

Após 60 jogos realizados e 145 gols marcados, a primeira fase da Copa do Nordeste chegou ao fim. Com oito equipes classificadas, a Lampions League afunilou e alcançou a fase de mata-mata (gostamos!) com barbadas e surpresas. Na manhã da última sexta-feira, o sorteio na sede da CBF definiu os quatro confrontos das quartas de finais do torneio e a CL faz uma análise de cada uma das equipes classificadas após a maioria dos jogos de ida, e quais as chances para avançar às semifinais, na busca pela Orelhuda mais desejada do futebol.

Os confrontos são:

Bahia x Sergipe
Sport x Campinense
Santa Cruz x Itabaiana
Vitória x River

Hernane Brocador é a referência do ataque do Bahia (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)
Hernane Brocador é a principal referência no ataque do Bahia (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia
Dono da melhor campanha da fase de grupos, o Tricolor de Aço tem como seu maior trunfo o bom desempenho dentro de casa. O time mantém 100% de aproveitamento jogando diante de sua torcida na temporada e busca nisso a arma para fazer a diferença e alcançar mais uma vez a fase de semifinais do Nordestão. No Grupo B, a trajetória do Bahia não enfrentou grandes dificuldades. Com Fortaleza, Altos e Moto Club exibindo um futebol ruim, o Esquadrão foi o único a se classificar na chave e não pôde ser posto à prova até aqui na competição. Fato que, somado à eliminação para o Paraná na Copa do Brasil – A, deixa o torcedor do Tricolor apreensivo, mas nunca desanimado. É um dos favoritos ao título, e na noite de ontem, ganhou por 4 a 2 o Sergipe e confirmou o favoritismo.

(Foto: Divulgação/CS Sergipe)
Artilheiro da Copa do Nordeste, Hiago é a arma no time do Sergipe (Foto: Divulgação/CS Sergipe)

Sergipe
Com a “pior” campanha entre os classificados, três vitórias, um empate e duas derrotas, o Sergipe deu bastante trabalho para o Vitória na primeira fase da competição. Apesar das derrotas para o Leão, o vermelhinho ainda desbancou o América de Natal, segunda força do grupo e que era apontado como candidato às quartas na chave, ao lado do rubro-negro baiano. O Sergipe bateu o Mecão nos dois embates durante a fase de grupos e confirmou a classificação com uma rodada de antecedência. A equipe também conta com o artilheiro da competição, Hiago, que marcou 5 vezes na Copa. O goleador acabou sendo responsável por mais de 50% dos gols sergipanos até o momento, o que preocupa o tricolor de aço que ainda não foi vazado na Lampions League. Contra o favorito Bahia, perdeu de 4 a 2 na noite desta quarta. Para chegar às semis e reverter o favoritismo do Bahia, o o time precisa vencer por três gols de diferença, ou dois, caso o placar seja maior que 4 a 2. Já se a vitória para o Sergipe no próximo sábado for igual ao da noite de ontem, a decisão vai para os pênaltis.

(Foto: Williams Aguiar/Sport CR)
Após servir à seleção, Diego Souza deve enfrentar o Campinense (Foto: Williams Aguiar/Sport CR)

Sport
O Leão da Ilha só ficou atrás do Bahia na classificação geral, mas poderia ter sido diferente, caso não houvesse tropeçado no Sampaio na última rodada. É um pouco do reflexo do Sport até aqui no ano. Alternando entre um forte time titular liderado por Diego Souza, e uma equipe repleta de pratas da casa, o Sport ainda não apresentou um futebol de encher as vistas da sua torcida. Reflexo da desconfiança que sempre acompanhou o trabalho de Daniel Paulista, que não conseguiu encontrar o equilíbrio ideal para disputar três competições simultâneas e acabou deixando o cargo após empatar com os reservas do Santa Cruz, pelo Estadual. Recém contratado, Ney Franco vai ter que correr para arrumar a casa. Ainda assim, espera-se qe o rubro-negro chegue forte nas quartas, a exemplo da campanha na Copa do Brasil, onde o time já está na quarta fase sem maiores dificuldades. É outro favorito a levantar o troféu, mas não terá moleza pela frente contra a Raposa.

(Foto: Divulgação/Campinense/Facebook)
O Campinense eliminou o Sport duas vezes no Nordestão (Foto: Divulgação/Campinense/Facebook)

Campinense
Atual vice-campeão da Copa do Nordeste, o Campinense avançou como o melhor dos 2º colocados, fechando a fase de grupos com 11 pontos. Três vitórias, dois empates e um revés, justamente para o 1º colocado da chave, o Santa Cruz. No grupo que poderia ser considerado o da morte para o time, com adversários como Náutico e o já citado Santa, a equipe paraibana se impôs e deixou o Timbu pelo caminho. Recentemente, uma notícia pegou os torcedores da Raposa do Nordeste de surpresa: a demissão do treinador Sérgio China, responsável pela recuperação da equipe na temporada e pela boa campanha na Lampions League. O adversário nas quartas será o Sport, e nas últimas duas vezes que se enfrentaram no mata-mata o time paraibano levou a melhor. No ano passado, a Raposa bateu o Leão na semifinal, nos pênaltis. Em 2013, a equipe paraibana venceu nas quartas de final e avançou para a conquista da taça na ocasião. Adversário é forte, mas os paraibanos sabem muito bem como dobrar.

(Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz FC)
Aposta, Halef Pitbull se firmou na artilharia do Santa Cruz (Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz FC)

Santa Cruz
O maior desafio da Cobra Coral era superar o rebaixamento na última Série A e iniciar uma reformulação. Aos poucos, o técnico Vinícius Eutrópio tem conseguido, mesmo contando um elenco limitado em comparação aos principais adversários na Copa do Nordeste. O time pareceu absorver a característica de “copeiro”, resgatada com os títulos somados na década atual. Entretanto, ainda está sem o apoio massivo das arquibancadas, mas que certamente deve ser retomado nas fases decisivas. O Tricolor pode não ser o mais cotado para manter o título de campeão do Nordeste, mas o fato de se classificar como líder do ‘grupo da morte’ (eliminando o rival Náutico) impõe respeito e dá cancha a um time acostumado a jogos mais duros. O pensamento durante a semana de trabalho é de pregar respeito ao Itabaiana, clube de menor peso regional entre os classificados, mas que tem uma campanha respeitável. Apesar do jogo de ida ter sido vitorioso para o Santa, o placar enxuto de 1 a 0 dá esperanças para o Itabaiana no jogo de volta.

(Foto: Wendell Rezende/AO Itabaiana)
Principal surpresa do torneio, Itabaiana quer fazer história (Foto: Wendell Rezende/AO Itabaiana)

Itabaiana
No grupo mais equilibrado do Nordestão, o Itabaiana garantiu classificação inédita ao ficar no topo, somando 11 pontos, tendo apenas uma vitória a mais que o CSA, lanterna da chave, com 6. A equipe sergipana passou como a maior surpresa da Copa do Nordeste, superando numa só chave os alagoanos CRB e CSA, além do ABC de Natal, o qual bateu na penúltima rodada e garantiu a presença nas quartas de finais com uma rodada de antecedência. A sensação aposta no bom desempenho dentro de casa e promete dar trabalho ao Santa Cruz no jogo de volta. Bem no Nordestão, o Itabaiana ainda lidera o Campeonato Sergipano e vem embalado para escrever uma história ainda mais incrível no próximo sábado.

(Foto: Moysés Suzart / EC Vitória)
Maior campeão do torneio, o Vitória é um dos favoritos ao título (Foto: Moysés Suzart/EC Vitória)

Vitória
O Leão da Barra cumpriu o esperado e se firmou em primeiro lugar do Grupo E, à frente de Sergipe, América-RN e Botafogo-PB. Entretanto, se mostrou um time inconstante: bom ofensivamente, mas bastante deficiente na parte defensiva. Oscilação que fez a torcida contestar o trabalho do técnico Argel. Um dos elencos com mais opções de peças para reposição, acabou sendo alvo de lesões em atletas pontuais que interferiram no rendimento da equipe. Mas um ponto que diferencia o Leão dos demais adversários é o fato de ter superado o maior desafio até aqui. O time eliminou o Vasco na Copa do Brasil, no primeiro encontro de um nordestino com uma equipe da Série A fora da região. Sem esquecer, claro, do peso da camisa vermelha e preta maior campeã do torneio. Na noite desta quarta, confirmou que também é favorito ao título e bateu o River-PI por 3 a 2 e abriu vantagem pro jogo de volta. Com este resultado, o Vitória pode perder por 1 a 0 ou 2 a 1 que, ainda assim, garante a classificação.

(Foto: Victor Costa/River AC)
As esperanças do River se depositam nos pés do jovem atacante Viola (Foto: Victor Costa/River AC)

River
Outra boa surpresa na Copa, o River teve como principal adversário na primeira fase o Sport e fez dois bons duelos contra a equipe pernambucana, empatando no Recife e perdendo em casa. Apesar da bela campanha no grupo C, a equipe ainda não atingiu o futebol esperado para a temporada. Senhor Waldemar chegou a comandar os Piauienses na Lampions League, mas resultados ruins como a eliminação na Copa do Brasil fizeram com que fosse demitido. Eduardo Húngaro assumiu o comando e colocou a equipe nas quartas. Se o River pode sonhar com algo a mais na competição, as esperanças se depositam nos pés do jovem atacante do Galo, Viola. Destaque do clube nesta temporada, é o artilheiro do time na competição com 4 gols e tem a difícil missão de reverter, no próximo sábado, o placar de 3 a 2 da noite de ontem.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*