Copa Sul-Americana: Sport x Arsenal de Sarandí

CONFRONTO COMPLICADO

Diego Souza é a esperança do Sport na Copa Sul-Americana [Foto: Luís Aragão/Spoiler Cultural]
Por: Honorato Vieira, CE

O sorteio da segunda fase da Copa Sul-Americana colocou mais um Brasil x Argentina na história das competições continentais. O Sport vai enfrentar o Arsenal de Sarandi.

Após eliminar o Danúbio, do Uruguai, com dificuldades, o rubro-negro pernambucano tem a difícil missão de passar pelo clube argentino. Na primeira fase, o Leão venceu por 3 a 0 na Ilha do Retiro e levou uma vantagem considerável para decidir a vaga.

Em uma partida muito ruim, o Sport teve “sorte” em conseguir levar o jogo para os pênaltis. Com o Danúbio inspirado, o 3 a 0 foi repetido, mas pelo time uruguaio. Nos penais, a estrela de Magrão brilhou para levar a equipe pernambucana para a fase seguinte.

O duelo de ida está marcado para o dia 06 de julho, em Pernambuco, e a volta em 27 de julho, no Estádio Julio Grondona. Dois anos após a partida no El Palacio, quando acabou eliminado pelo Huracán, o Sport volta à Argentina. Pela participação em duas fases, o Leão já soma 550 mil dólares em cotas, ou R$ 1,83 milhão (cotação de julho). A vaga no próximo mata-mata vale mais US$ 375 mil (R$ 1,2 mi).

O rubro-negro passa por um momento de afirmação na temporada, mas ainda é muito irregular. Desde que Vanderlei Luxemburgo assumiu o comando da equipe, o Leão vem melhorando.

O “Pofexô” abraçou o “pojeto” e tem a oportunidade de levar o Sport ao título inédito de uma competição internacional. A equipe conta com jogadores experientes e pode surpreender no certame.

Com Diego Souza em ótima fase, sendo convocado por Tite e marcando gols, o Leão conta com André Balada, Durval, Magrão e outros nomes, que se encaixarem, podem fazer bonito na Copa Sul-Americana.

Conheça o adversário

O clube é sediado em Sarandí, cidade de 60 mil habitantes no sul da região metropolitana de Buenos Aires. Com 60 anos de história, o Arsenal conquistou as suas principais glórias nos últimos dez anos, com um título argentino (2012), uma Copa Argentina (2013) e uma Copa Sul-Americana.

O seu estádio é uma homenagem ao controverso e polêmico ex-presidente da AFA, fundador e primeiro presidente do Arsenal. Ficou lá 19 anos, até 1976. Pouco depois, assumiu a Asociación del Fútbol Argentino, por longos 35 anos, até a sua morte, em 2014, aos 83 anos.

Com capacidade para 18 mil torcedores, a cancha não costuma lotar, mas os que comparecem sempre apoiam a equipe, característica dos argentinos.

Apesar de ter avançado de fase na Sul-Americana, a equipe faz um Campeonato Argentino muito ruim. Com apenas 24 pontos em 29 jogos disputados, a agremiação ocupa a lanterna do torneio com seis vitórias, seis empates e dezessete derrotas.  A equipe depende do “promedio” para não cair – uma conta que leva em consideração as pontuações nas edições anteriores da competição.

Na “Sula”, a passagem de fase foi tranquila. O time venceu as duas sobre o Juan Aurich-PER. Meteu 2 a 0 fora de casa e enfiou 6 a 1 no estádio Julio Grondona.

Wílchez é um dos destaques do Arsenal [Foto: CRIS BOURONCLE / AFP]
Wílchez é um dos destaques do Arsenal [Foto: CRIS BOURONCLE / AFP]

Possíveis adversários do Sport na Copa Sul-Americana 2017:

2ª fase – Arsenal (ARG) 

Oitavas – Ponte Preta ou Sol de América (PAR) 

Quartas – Deportivo Cali (COL), Junior (COL), Cerro Porteño* (PAR) ou Boston River (URU) 

 

Fontes: Globo Esporte

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*