Dinho, o cangaceiro dos pampas

Volante que não costumava perder viagem nos carrinhos deixou legado no Grêmio

(Foto: Globoesporte)
(Foto: Globoesporte)

Edi Wilson José dos Santos ou então Dinho, o cangaceiro dos pampas, é natural de Neópolis (SE). Teve passagens vitoriosas por Confiança, Sport, São Paulo e Grêmio, assim como uma rápida atuação no futebol espanhol, pelo La Coruña. Sua forma guerrilheira de jogar o fez ser um digno representante CL.

Era um volante raçudo e que não costumava perder a viagem nos carrinhos. Encontrou sua identidade no time gaúcho, se tornando muito querido pela torcida gremista, também pudera, fez parte do escrete que conquistou a Libertadores de 1995, a qual contou com a marcante treta entre Dinho e Valber, no Grêmio x Palmeiras, pelas quartas daquele campeonato.

Os dois jogadores já começaram a se estranhar no início do jogo, quando, em um lance sem bola, trocaram empurrões, pisões e cabeçadas, o árbitro viu e acabaram tomando o vermelho. Já fora de campo, Dinho saiu correndo atrás de Valber e desferiu uma voadora no jogador Palmeirense. Ao ser perguntado pelos repórteres o que havia acontecido, o autor do golpe, se limitou a dizer: ”Fui agredido”. Confiram a obra de arte:

Em entrevista a uma rádio desconhecida, ele revelou os detalhes da briga e o segredo para causar a dor nos adversários: chuteira preta com travas de alumínio, não bastasse, ainda disse que as afiava. Além de jogar bem, o homem se preocupava com sua defesa pessoal dentro de campo.

Dentre os títulos importantes, Dinho conquistou 3 Libertadores, 2 Copas do Brasil e 2 Campeonatos Brasileiros. Seu jeito de jogar serve de exemplo para o futebol, uma verdadeira aula de entrega em campo e raça aliada com a qualidade. Tinha o sangue das Cenas Lamentáveis e, apoiado pela torcida que sempre gritava seu nome, deixava sua marca no oponente. Sem hipocrisia aqui por favor, mas era disso que o povo gostava. Vida longa ao Dinho.

Texto: Felipe Cavalcante @felipecss

1 Comentário em Dinho, o cangaceiro dos pampas

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*