PON 1×0 SÃO – Com arbitragem desastrosa, Ponte Preta ‘engole’ São Paulo e cola no G-4

Com gol do atacante Clayson, Macaca vence partida polêmica e embala no campeonato

Arbitragem de Vinícius Furlan foi motivo de revolta para a equipe visitante (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

A Ponte Preta venceu a segunda partida consecutiva no Campeonato Brasileiro e colou no G-4 nesta 13ª rodada. Em um jogo polêmico, marcado por uma arbitragem confusa de Vinícius Furlan, a Macaca ‘engoliu’ o São Paulo, no Moisés Lucarelli.

Ponte Preta e São Paulo começaram o duelo em ritmo desacelerado, mas até os sete minutos de partida, após o árbitro protagonizar um lance atípico. O lateral esquerdo do tricolor Matheus Reis, em uma disputa no meio do campo, chegou atrasado e atingiu Matheus Jesus com um carrinho frontal. Furlan amarelou o lateral e deu seguimento à cobrança da infração. Segundos depois, o árbitro paralisou novamente a partida e foi conferir a situação do meio-campista da Macaca que estava sendo atendido fora do campo e, após ouvir reclamações do técnico Eduardo Baptista, retornou ao gramado e expulsou Matheus Reis.

Após a lambança, os jogadores do São Paulo cercaram Furlan, inclusive o técnico Edgardo Bauza, que invadiu o campo para tirar satisfações e foi expulso. Passada a confusão e tendo um jogador a mais em campo, a Ponte Preta passou a dominar a partida e pressionou o tricolor durante todo o primeiro tempo, apesar de não ter oferecido lances de perigo. Em um contra-ataque, Alan Kardec quase abriu o placar para os visitantes em um lance isolado. O São Paulo conseguiu segurar o ímpeto da Ponte Preta e foi para os vestiários ainda com o empate no placar.

A segunda etapa da partida começou a ter chances de gols mais reais por parte da equipe de Campinas. Mantendo o elevado ritmo de jogo em investidas pelas laterais do São Paulo, principalmente na direita, onde Reinaldo aproveitava mais uma partida fraca e apática de Caramelo, a Ponte começava a desmoronar a forte barreira defensiva liderada por Diego Lugano. Aos doze minutos da etapa complementar, Wellington Paulista chutou, Dênis espalmou para dentro da área e o baixinho Clayson aproveitou o gol aberto para abrir o marcador.

Cada vez mais frágil fisicamente, a equipe mista de Bauza seguia se defendendo como podia para evitar uma possível goleada da Ponte Preta, que dominava todas as ações. A partida ficou mais truncada, o 1 a 0 se estabeleceu e a Macaca garantiu os 20 pontos na tabela, agora, a dois pontos do Santos, o quarto colocado. Já o São Paulo que está agora na décima colocação com 18 pontos, foca na partida de quarta-feira contra o Atlético Nacional pela Libertadores.

 

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 1×0  SÃO PAULO

Local: Moisés Lucarelli
Data: 03/07/2016 – 16h
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Auxiliares: Bruno Salgado Rizo (SP), Fabricio Porfirio de Moura (SP), Marcio Henrique de Gois (SP)
Cartões amarelos: Fabio Ferreira, Matheus Jesus, Fabio Ferreira, Renê Junior, Ytalo
Cartões vermelhos: Matheus Reis
Gols: Clayson

PONTE PRETA: João Carlos, Jefferson, Fábio Ferreira, Douglas Grolli, João Vitor, Reinaldo, Clayson,Renê Junior (Thiago Galhardo), Potker (Roger), Matheus Jesus (Ravanelli) e Wellington Paulista.
Técnico: Eduardo Baptista

SÃO PAULO: Denis, Caramelo (Calleri), Lugano, Lyanco, Matheus Reis, Wesley, Artur, Cuevas, Luis Araujo (Carlinhos), Centurion (Ytalo) e Alan Kardec.
Técnico: Edgardo Bauza

 

Texto: Mathews Moura

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*