Estádio Aderbal Ramos da Silva, o antigo lar do futebol blumenauense

A cancha deixou saudades em Blumenau

A antiga fachada do amado estádio (Foto: Reprodução/blumenau antigo)
Por: Lucas Bastos Gabriel, SC

Velho Deba é o apelido carinhoso da população blumenauense com o Aderbal, um estádio que foi a casa do futebol na cidade por muito tempo. Por azar e incompetência da direção do Blumenau Esporte Clube, o BEC, a cancha foi arrendada e demolida. A CL contará um pouco da história desse local que tinha uma enorme importância para cidade.

O Estádio Aderbal Ramos da Silva foi inaugurado no dia 3 de junho de 1927, mas não possuía esse nome, e não há registros do antigo. Em  1954, uma grande enchente atingiu a cidade de Blumenau e danificou demais o terreno, então a diretoria do clube resolveu construir um novo espaço e o nome homenagearia um antigo governador estadual.

Foi casa do Palmeiras de Blumenau até o inicio da década de 80, quando o clube se uniu com o Grêmio Esportivo Olímpico,os dois times com mais tradição do vale do Itajaí, a junção das duas instituições deu origem ao Tricolor da Alameda, O BEC.

O Deba era um “território hostil” dentro do centro da cidade. O acanhado campo com capacidade de aproximadamente 4 mil pessoas se tornava um inferninho em dia de duelo do Tricolor. A torcida do time blumenauense pegava no pé dos jogadores adversários o jogo inteiro. De vez em sempre voavam chinelos, rádios de pilha, copos, latinhas e rojões. Fora todas as homenagens que eram feitas com um imenso tom de carinho às mães dos jogadores rivais.

Festa em um BEC x Tubarão (Foto:Maicon Chartouni)
Festa em um BEC x Tubarão (Foto:Maicon Chartouni)

O velho estádio já recebeu grandes equipes do futebol brasileiro, como o Botafogo, por duas vezes, ambos os confrontos vencidos pelos cariocas. O Juventude campeão da Copa do Brasil, o Guarani de Campinas que já foi campeão brasileiro, e o Clube Atlético Paranaense.

Infelizmente, o Blumenau Esporte Clube tinha uma enorme crise financeira, e o futebol profissional foi obrigado a fechar as portas. Por conta das dívidas, o clube acabou tendo penhorado todo o seu patrimônio, e assim declarou falência. Em 2003, tentou retornar à ativa, mas não deu certo e fechou novamente.

Em 2006, o estádio foi leiloado para amortizar as débitos, pelo valor de 1,3 milhões de reais, os torcedores do tricolor da alameda tentaram ainda manter o Velho Deba como patrimônio da cidade. Nada feito, em 2007 veio a sentença, a demolição do lar do futebol no coração da cidade. Um enorme golpe nos coração dos adeptos do BEC.

O triste fim do Velho Deba (Foto:Reprodução/memorialdobec)
O triste fim do Velho Deba (Foto:Reprodução/memorialdobec)

Atualmente o terreno do estádio foi dividido para criação de uma via e de um corredor de ônibus, e a parte que sobrou virou nada mais nada menos que dois estacionamentos, e existem boatos que podem virar ou condomínios ou um prédio comercial.

Os amantes de futebol na cidade ainda sentem a falta do Aderbal Ramos da Silva, todas as histórias, vitórias e glórias do futebol da cidade passaram por lá  e perduraram por muito tempo na mente de todos que viveram esses momentos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*