FIG 1×1 CAM – Com Fred expulso, Figueirense e Atlético-MG empatam em jogo truncado em Florianópolis

Jogadores perfilados para a execução do Hino (Foto: Bruno Cantini/Atlético MG)

O estádio Orlando Scarpelli na cidade de Florianópolis recebeu o compromisso da 13ª rodada do Brasileirão entre Figueirense e Atlético Mineiro. Um duelo que poderia alterar a situação dos dois extremos da tabela de classificação. O Atlético vem do grande jogo contra o Botafogo e de quatro vitórias seguidas. O Figueirense voltava de São Paulo com a derrota para o líder Palmeiras por 4 a 0 e briga na zona de rebaixamento para se manter na primeira divisão. O jogo também marcou o retorno de Clayton a Florianópolis, atacante que fez 95 jogos e 27 gols pelo Figueira.

A partida começa e aos cinco minutos, os donos da casa finalizam pela primeira vez em jogada ensaiada, a zaga corte o chute com tranquilidade. Aos sete minutos, Douglas Santos cruza a bola na área para o atacante Fred que finaliza de peixinho e guarda o primeiro e único tento atleticano. O Figueirense mesmo com quase todos os jogadores do time na área erra a marcação, deixando os dois jogadores livres possibilitando a conclusão da jogada. O Atlético manteve intensidade na marcação até os doze minutos, não deixando os mandantes saírem do seu campo de defesa.

Atleticanos comemoram o gol (Foto: Bruno Cantini / Atlético MG)

Aos quinze minutos, após cruzamento de Bady, a o meia Yago bate em cima de Erazo. A bola atinge a mão do defensor, mas o juiz não marca nenhuma infração mesmo com a reclamação catarinense. Leonardo Silva se embola com a bola e Everton avança para a meia intermediaria e bate com força para fora. A bola volta ao meio de campo e Cazares rouba e conduz em direção ao gol, chuta com força e obriga o goleiro Gatito a fazer boa defesa. O Figueira conseguiu a partir do minuto vinte encaixar seu padrão de marcação no meio campo e equilibrou o jogo.

O Atlético que tinha mostrado boa qualidade técnica em partidas anteriores, nesta partida não conseguiu mostrar seu poder de criação. O jogo ficou truncado por dez minutos, onde ambos não conseguiam manter a posse de bola por algum tempo. Aos quarenta e quatro minutos o Atlético teve mais uma chance com um escanteio. Cázares cruzou para Urso que cabeceou com força a esquerda do arqueiro catarinense com muito perigo.

O técnico Marcelo Oliveira sacou o astro Robinho do time do Galo no começo do segundo tempo. O ponta teve atuação bastante irrelevante na partida. O Figueira entrou mais atento para a etapa complementar, com boa marcação dificultando a saída de bola do oponente. Aos seis minutos em rápida jogada, Ermel recebe a bola em condições e finaliza na saída do goleiro Victor. Primeiro tento do Figueira garantiu o empate, gol muito comemorado pela equipe catarinense.

Aos doze minutos, o lance que determinou o resultado final da partida: a expulsão de Fred. Na saída de bola em tiro de meta, Fred disputou a bola com o volante Elicarlos e acerta o cotovelo no jogador do Figueira. O árbitro estava posicionado na frente dos dois e apitou a falta e expulsou com o vermelho direto. O nível técnico da partida foi comprometido, pois as duas equipes ficaram tensas dentro de campo. Os catarinenses melhoraram muito seu jogo por estarem com um a mais e finalizaram mais vezes, mas não tiveram nenhuma chance clara de gol.

Aos trinta e três minutos, Yago cabeceia e obriga o arqueiro Victor a fazer boa defesa para evitar a virada. O jogo continuou truncado e sem chances claras de gol. Aos 46 minutos Yago comete falta em Urso. O jogador do Figueirense dá um tapa nas costas do atleticano, o juiz o expulsa da partida. Uma pequena discussão entre os jogadores durou um minuto. O jogo termina pouco depois consolidando o empate.

A partida não mostrou um grande futebol. O Atlético não conseguiu emplacar bons ataques devido a atuações pobres de Robinho e Cázares. O Figueirense foi bem sucedido na marcação, mas não conseguiu matar o jogo quando teve a chance na partida. Os catarinenses continuam invictos em casa e saíram do Z-4. Já o Atlético teve sua arrancada interrompida e está em 9° lugar a dois pontos do G-4.

 

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1×1 ATLÉTICO-MG

Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 3 de julho de 2016 (domingo)
Hora: 19h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (Asp. Fifa/PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (ESP-PR) Luciano Roggenbaum (Asp. Fifa/PR)
Cartões amarelos: Leonardo Silva, Erazo, Júnior Urso, Eduardo (Atlético); Jocinei, Werley (Figueirense)
Cartões vermelhos: Fred (Atlético); Yago (Figueirense)
Gols: Fred (7′), Ermel (51′)

FIGUEIRENSE: Gatito Fernández, Ayrton, Bruno Alves, Werley e Marquinhos Pedroso (Pará); Elicarlos, Jocinei (Matheus Henrique), Yago e Bady; Everton Santos (Guilherme Queiroz) e Ermel.
Técnico: Vinícius Eutrópio.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Eduardo, Júnior Urso, Clayton (Carlos) e Cazares (Hyuri); Robinho (Patric) e Fred.
Técnico: Marcelo Oliveira

Texto: Lucas Poeiras (@pueira)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*