Fluminense x Flamengo: seria um déjà vu?

Oito anos depois, times se encontram em condições semelhantes na temporada

Com futebol de péssimo nível, e com o regulamento no braço, Fluminense avançou no primeiro Fla-Flu internacional (Foto/Reprodução: Lance!)
Por: Bruno Todaro, RJ

Um Flamengo brigando por vaga na Libertadores contra um Fluminense brigando para não cair. Partida válida pela Copa Sul-Americana. Essas informações poderiam muito bem ser sobre o confronto de hoje a noite. No entanto, voltaremos oito anos no tempo. No dia 26 de agosto de 2009, os rivais decidiam o primeiro Fla-Flu internacional da história.

Roni comemora o primeiro gol do confronto (Foto/Reprodução: Uol Esporte)

Com 21 rodadas decorridas, o Fluminense somava apenas 16 pontos no campeonato brasileiro, e era o lanterna da competição. O time comandado por Renato Gaúcho não era nem de longe aquele da Libertadores do ano anterior. Thiago Neves, Thiago Silva e Dodô deram lugar à Roni, Kieza e Ruy Cabeção. Fred, a maior contratação do ano, estava lesionado, e não participou de nenhum dos dois clássicos. Já o Flamengo ainda não tinha embalado no Brasileirão, estando apenas na 14ª colocação. Aquele time contava com jogadores como Adriano, Petkovic, Léo Moura e Juan, e seria campeão nacional no final do ano.

Na partida de ida, Renato Gaúcho poupou todos os seus titulares, chegando inclusive a reclamar da competição internacional. No lado do Flamengo, muitas contusões. Apenas Ronaldo Angelim e Adriano foram preservados. O que se viu no primeiro tempo da partida foi um massacre rubro-negro. Diante de 16 mil presentes, duas bolas na trave assustaram o goleiro Rafael logo no início do jogo. Com um meio-campo cheio de volantes, o tricolor só foi assustar o adversário na segunda etapa, em falta cobrada por João Paulo. Estreante da noite, o volante Fábio Santos causou boa impressão entre os amantes de cenas lamentáveis. Distribuindo pontapés, cotoveladas e causando muita confusão, o jogador conseguiu tirar os adversários do sério. No fim das contas, o 0 a 0 terminou muito barato para o Tricolor, “mandante” da noite.

Fábio Santos foi o homem do primeiro jogo. Além da disposição, o estreante da noite ainda proporcionou imagens como essa (Foto/Reprodução: Extra)

Com a igualdade no primeiro jogo, o Fluminense precisava apenas de um empate com gols para avançar. Dessa vez Renato Gaúcho decidiu escalar seus titulares para o confronto, e colheu os frutos dessa decisão. No último minuto do primeiro tempo, Kieza sofre pênalti duvidoso, convertido por Roni. Na segunda etapa, só a virada interessava ao Flamengo. E após voltar melhor para o jogo, o gol de empate finalmente saiu. Em chute de Dênis Marques, a bola desvia em João Paulo e trai o goleiro Rafael. Sem poder tomar o segundo gol, o Tricolor começou a administrar o jogo. Nos minutos finais, com as expulsões de David e Fierro, o clube das Laranjeiras carimbou a classificação.

Após esse confronto, o Flamengo começou sua ascensão rumo ao título brasileiro. Nos últimos 18 jogos, foram apenas duas derrotas. De um time que não brigava nem pelo G4, o clube carioca assumiu a liderança na penúltima rodada, em vitória contra o Corinthians. Já o Fluminense demitiu Renato Gaúcho uma semana depois, e contratou Cuca para o seu lugar. Com o novo treinador, o Tricolor avançou até a final da competição sul-americana, enquanto, no Brasileirão, buscava uma das maiores arrancadas da história do futebol brasileiro.

De 14º para o título em 17 jogos: esse foi o segundo turno do Flamengo (Foto/Reprodução: Lance)

É verdade que as realidades dos clubes hoje são um pouco diferentes. O Fluminense não está tão desesperado como antes, e o Flamengo já está na zona de classificação para a Libertadores. Mas a comparação entre as épocas é inevitável. Para os mais supersticiosos, o Fluminense sai ganhando nesta quarta-feira.

Fontes: GloboEsporte

2 Comentários em Fluminense x Flamengo: seria um déjà vu?

    • É duvidoso se foi dentro da área e é duvidoso se foi falta (eu acho que foi pênalti, mas é fato que é duvidoso). Mas quando é a favor do nosso time pode né, se fosse para o outro eu tenho 130% de certeza que você não falaria que foi pênalti claro

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*