FRA 5×2 ISL – Eurocopa: Anfitriões transformam conto de fadas em história de terror

França goleia a Islândia e se classifica para as Semis

Pogba comemora com a torcida Francesa (Reprodução / Globoesporte.com)
Pogba comemora com a torcida Francesa (Foto: Reprodução/ Globoesporte.com)

O sonho islandês chegou ao fim? Jamais! Ainda mais depois da campanha magnífica na Euro 2016. A Islândia enfrentava a França, anfitriã, e grande favorita ao título. Stade de France lotado, panorama favorável aos franceses, mais nada que abalava os nórdicos, a Islândia queria jogo, e nada nem ninguém iria colocar os islandeses pra baixo.

A França começou o jogo arrasadora, fulminante, indo pra cima da Islândia. Os islandeses se defendiam como podia, pareciam não esperar um ímpeto tão grande logo no início de jogo, e esse ímpeto, vontade de atacar, resultou no primeiro gol, logo cedo. Aos 12, Giroud recebeu de Matuidi, e bateu forte de canhota, cruzado, entre as pernas de Halldórsson, era o primeiro do franceses, festa no Stade de France, 1 a 0. Não deu tempo nem dos islandeses se recuperarem do choque, e a França veio de novo, com tudo. Logo aos 20, em cobrança de escanteio, a bola viajou e encontrou Pogba, que subiu mais alto que a zaga e testou forte, sem chances pro goleiro, a França ampliava, 2 a 0.

Aos 23, o primeiro ataque da Islândia, e veio de modo acostumado da equipe, em cobrança de lateral, Sigthórsson desviou, e Bödvarsson completou pra fora. A Islândia buscava o gol, diminuir o placar, e não conseguia. Em cobrança de falta de longe, Sigurdsson assustou o goleiro Lloris, a bola não queria entrar. Aos 42, Payet recebeu na entrada da área, limpou dois islandeses e bateu cruzado de canhota, a bola foi na bochecha de rede, matando o goleiro Haldórsson, que nada pode fazer. 3 a 0 para os franceses, a torcida estava insana.Logo aos 45, Griezmann recebeu sozinho, acelerou e saiu cara a cara com o goleiro, pra finalizar a jogada, deu um lindo toque de cobertura, por cima, pra finalizar o jogo logo no primeiro tempo, a França abria 4 a 0. Era a primeira seleção na história da Euro a fazer 4 gols no primeiro tempo, e liquidava a fatura logo nos primeiros 45 minutos.

Na volta pro segundo tempo, mesmo muito atrás do placar, os islandeses voltaram bastante ligados, e melhor no jogo. Aos 11, o atacante Sigthórsson se antecipou a zaga francesa, e fez o gol de honra dos islandeses. 4 a 1, para a felicidades dos torcedores islandeses que não paravam de cantar em momento algum. Aos 14, Giroud não deixou nem os islandeses comemorarem, e já ampliou o placar. Em cobrança de falta de Payer, o centro avante subiu mais alto, e ganhou da zaga, e do goleiro da Seleção Islandesa, era o quinto da França, 5 a 1.

Depois disso, a França ‘’tirou o pé’’ e apenas controlou o jogo. Aos 39, o camisa 8 islandês Bjarnason, aproveitou cruzamento, e testou pro fundo das redes. A Islândia marcava mais um, pra festa da torcida, 5 a 2, placar encerrado, e os islandeses estavam eliminados da Euro 2016. A zaga islandesa mostrou inúmeras falhas durante o jogo. Tentaram fazer linhas de impedimento comprometedoras, e a França, com os dois atacantes, e o time poderoso que tem, aproveitou os vacilos e falhas, e aplicou uma goleada. A classificação animou a torcida, que compareceu em bastante número ao estádio.

A França enfrenta a Alemanha nas semifinais, na quarta-feira (6), expectativa de um grande jogo. Já a Islândia, abriu novos horizontes depois dessa campanha histórica, provavelmente, muitos jogadores que não tratam a carreira de jogador de futebol como profissão, irão receber propostas de novos clubes, e poder sair do seu país para realizar o sonho de jogar em clubes de grande e médio porte. O sonho islandês não acabou, ele apenas tomou um novo rumo.

 

Texto: Daniel Ribeiro @danielrib9

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*