GAM 0x0 SAN – Gama e Santos fazem jogo equilibrado e sem gols

Gama não tem mais compromissos a não ser a Copa do Brasil

Gama e Santos se enfrentaram nesta quarta (Foto: André Borges)
Gama e Santos se enfrentaram nesta quarta (Foto: André Borges)

Na noite desta quarta-feira (20), Gama e Santos se encontraram no Estádio Bezerrão, no Distrito Federal, em partida válida pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil 2016. Em jogo equilibrado, as equipes não conseguiram marcar e deixaram tudo para ser decidido na segunda partida, que será realizada no dia 27 de Julho, na Vila Belmiro, em Santos. Antes disso, o Peixe voltará a campo no próximo domingo (24), quando tem compromisso pelo Campeonato Brasileiro, na Bahia, contra o Vitória. Por outro lado, a situação do Alviverde do Centro-Oeste é inusitada: o time não tem mais compromissos a não ser a Copa do Brasil, portanto jogará contra os paulistas, lutando para manter o futebol na temporada.

A primeira chance do jogo foi do time da casa: logo aos sete minutos, Jefferson cruzou fechado com perigo, mas ninguém conseguiu desviar para a meta. Na sequência, foi o Santos começou a responder: Lucas Lima bateu forte e o goleiro Adilson Maringá defendeu com o peito. A melhor chance ficou com Rodrigão, que recebeu de Léo Cittadini e finalizou para fora, tirando tinta da trave e assustando a torcida local.

O primeiro tempo acabou tendo aproximadamente 17 minutos de monotonia até a próxima chance do Verdão. Após descuido de Victor Ferraz, o time quase chegou lá com Dudu Gago, mas ele bateu pelo lado de fora da rede e sem ângulo. Com 44 no relógio de Adriano Milczvski, ainda deu tempo para o artilheiro Rodrigão finalizar mais uma vez, desta vez nas mãos de Maringá. Lembrando que o Gama esteve em um mês inteiro de “mim acher” do futebol: o técnico santista, Dorival Júnior, não tinha informações sobre o adversário, e então não pode basear suas táticas no esquema do oponente.

No começo da segunda etapa, o lance mais incrível da partida: Copete fez a jogada e cruzou para Victor Ferraz, que ajeitou para Cittadini. O meia bateu rasteiro e a defesa dos mandantes conseguiu afastar em cima da linha.

Passados cinco minutos da etapa final, Copete, de novo, arriscou de fora, nas mãos de Adilson. A equipe paulista começou então a perder velocidade e dinamismo, permitindo mais espaços ao Gama. O time do Distrito Federal quase chegou lá, mas Roberto Pítio invadiu a área e demorou para finalizar, perdendo para boa saída do goleiro Vanderlei. Os visitantes ainda foram ao ataque no contra golpe, quando Lucas Lima esteve de frente para o gol mas chutou em cima do arqueiro alviverde.

No final da partida, Copete tentou mais uma vez: bateu por cima do gol do Gama. Paulinho, que recebeu passe de Lucas Lima, chegou até a tirar do goleiro, mas viu o zagueiro Murilo salvar a pátria. A última chance foi de Lucas Lima, que aproveitou jogada começada em um escanteio e arriscou de fora da área, mandando por cima da meta.

FICHA TÉCNICA
Gama x Santos

Local: Estádio Bezerrão, em Gama (DF)
Público: 12.066 pagantes
Data: 20 de julho de 2016, quarta-feira
Hora: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Adriano Milczvski (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaun (PR)

Cartões Amarelos: Gustavo Henrique, Paulinho e Lucas Lima

Gama: Adilson Maringá; Dudu Gago, Pedrão, Murilo, Felipe Assis; Eduardo, David, Michel Pires, Marcos Bahia (Marlon), Jeferson Paulista (Ítalo) e Roberto Pítio (Raone)
Técnico Reinado Gueldini

Santos:  Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique, Caju; Yuri, Léo Cittadini (Vecchio) e Lucas Lima; Copete, Vitor Bueno (Paulinho) e Rodrigão (Joel).
Técnico Dorival Júnior

Texto: Bruno de La Rocha/ Twitter: @BrunoLad

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*