Geração Z – Vocês podem resgatar o encanto brasileiro?

Onde anda nosso encanto? (Foto/Reprodução: AP Photo/Silvia Izquierdo)

Quando falamos de futebol, falamos de Brasil. Indo mais além, quando falamos de lances como dribles, gols, pinturas e craques, falamos de Pelé, Garrincha, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo, entre outros. Falamos de muitas gerações, praticamente todas possíveis, porém uma pergunta assombra a geração atual: Onde anda nosso encanto?

No contexto histórico, sempre foi impossível tocar em tal assunto sem que o nosso país não entrasse como uma potência, e não “apenas” por ser a seleção com maior número de Copas do Mundo, mas sim, por ter um encanto do qual poucos poetas conseguiriam descrever em palavras.

Tal encanto só era possível ser descrito quando era sentido. A Amarelinha quando entrava em campo não escolhia adversários, podendo ser Honduras, Egito, Haiti, Argentina ou até mesmo a fatídica Alemanha. Não era sabido de quanto o Brasil iria ganhar ou até mesmo se iria ganhar (quando enfrentava as seleções do 1° nível do futebol mundial), mas era certo de que haveria show e encanto.

Se pudéssemos voltar no tempo pelo menos três vezes no mundo do futebol, tenho certeza que vários confrades que tem de 20 a 100 anos de idade e que realmente amam este esporte escolheriam, ao menos uma vez, uma jogada ou um jogo envolvendo a seleção brasileira em tempos distantes e/ou não muito distantes.

Pelé, o maior da história (Foto/Reprodução: estadão.com.br)
Pelé, o maior da história (Foto: Reprodução/Estadão)

Aos deuses do futebol, faço uma pergunta com um certo sorriso no rosto: “Por que nos deixaram tão mal acostumados?”. Para a geração Z, que é formada por Neymar, Gabriel Jesus, Luan, Gabigol e entre outros, pergunto com o mesmo sorriso e até com uma certa esperança: “Vocês podem resgatar o encanto da Amarelinha?”. O primeiro passo foi dado: a conquista do ouro nas Olimpíadas. Esperamos que a resposta apareça nos gramados nos próximos capítulos e que fiquemos, de novo, mal acostumados.

 

Texto: Bruno Gabriel (@Um_Vocalista)

 

1 Comentário em Geração Z – Vocês podem resgatar o encanto brasileiro?

  1. A CBF desmoralizou a Seleção e todo o futebol brasileiro, Bruno. Desperdiçou todo potencial do país em nome de maracutaia.
    O povo também tá mais e melhor informado, crítico. Os mais velhos perceberam que a realidade é podre e não apoiam corruptos. Os jovens já não gostam e não praticam como antigamente.
    Não há identificação com os jogadores. A maioria joga na Europa e os que estão aqui não disfarçam o interesse no dinheiro e menos “amor á camisa”.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*