Goleada russa não é o placar mais elástico de um primeiro dia de Copa do Mundo

Em 1934, a seleção italiana aplicou 7 a 1 nos Estados Unidos

Seleção russa comemora estreia dos sonhos após sete jogos sem vencer (Foto: Carl Recine / Reuters)
Por Dudu Nobre, PR

Nesta quinta, o evento mais esperado do ano teve seu pontapé inicial. Moscou foi o palco da vitória dos anfitriões sobre a Arábia Saudita por 5 a 0 na estreia da Copa do Mundo. Após o apito final, os veículos deram destaque ao fato de ser a maior goleada em uma estreia de Mundial. A informação é correta se você considerar apenas o formato atual das Copas, mas se relembrar o passado há controvérsias.

Após a primeira edição, com dois confrontos no primeiro dia, a Copa de 1934 contou com 16 equipes distribuídas diretamente em oito duelos eliminatórios, todos marcados para o dia 27 de maio daquele ano.

Logo de cara um momento tenso, já que algumas equipes diriam adeus ao campeonato. Mas a anfitriã Itália teve frieza e aplicou 7 a 1 nos Estados Unidos. O destaque da partida foi o atacante Schiavio, que fez toda a carreira no Bologna-ITA, com três gols marcados. Além dele, Orsi, Ferrari e Giuseppe Meazza foram à rede, enquanto que Donelli fez o gol de honra dos americanos.

Artilheiro italiano Schiavio na capa da revista Cosmos, em maio de 1933 (Foto: Reprodução / Arquivo TIMF)

Calendário de estreias das Copas sofreu mudanças ao longo da história

Por conta dos regulamentos diferentes, tivemos alguns sistemas de estreias para chegarmos ao atual. Até 1966, tivemos apenas duas Copas com um jogo no primeiro dia (1938 e 1950). A partir da Inglaterra, o jogo de estreia ditou o ritmo até 1990, alternando entre partidas do anfitrião (em 1966 e 1970) e jogos que envolviam o campeão da edição anterior (de 1974 a 1990).

Em 1994 e 1998, dois jogos agitaram o primeiro dia, ambos envolvendo os grupos dos detentores da taça. No ano do pentacampeonato brasileiro, o jogo único de estreia retornou, no histórico triunfo de Senegal sobre a França de Zidane, por 1 a 0. Mas em 2006 e 2010 as partidas do grupo A aconteceram no mesmo dia, com destaque para os jogos das anfitriãs Alemanha e África do Sul.

O formato atual, uma retomada de um modelo que não ocorria desde o tri canarinho, se estabeleceu em 2014, com vitória verde e amarela por 3 a 1 sobre a Croácia. Obviamente o contexto citado acima não tira o brilho da goleada russa, mas serve para analisar as pequenas mudanças que ocorrem a cada edição de uma Copa do Mundo.

Mas uma coisa permanece intacta há 88 anos: a ansiedade para que o dia de cada estreia chegue, e a alegria quando a bola rola para a maior competição do futebol mundial.

Fontes: Calciopedia, El Pais, Estadão, La Repubblica Bologna, O Livro de Ouro das Copas, Terra e Uol

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*