Grandes rivalidades sul-americanas: Alianza Lima x Universitario

Há quase 90 anos El Superclásico mexe com a capital peruana

Blanquiazules e Cremas já se enfrentaram em 355 oportunidades (Foto: Reprodução - Serperuano)
Por Dudu Nobre, PR

Ser a maior rivalidade de um país não é para qualquer clássico. No Brasil, por exemplo, alguns dizem que é Corinthians x Palmeiras, outros FlaFlu, Grenal… Se no nosso país a competição é intensa, no Peru não há dúvidas: Se tem uma partida que para o país, essa peleja é Alianza Lima x Universitario.

Uma disputa que tem origens em questões que vão além das quatro linhas. Fundado em 15 de fevereiro de 1901 no bairro de Chacaritas (próximo às praças Garibaldi e Fanning), o Sport Alianza foi criado por jovens operários. O nome foi uma homenagem ao local onde se reuniam pra jogar futebol, a estrebaria Alianza. Posteriormente, em 1920, passou a ter o nome atual de Alianza Lima, se instalando no bairro de La Vitoria (região central da cidade).

Los Blanquiazules tinham um grupo de jogadores de muita habilidade, superando os adversários peruanos. A população carente de Lima se via representada no Alianza, como se os atletas vingassem em campo as desigualdades sociais que existiam fora dele. Nesse contexto, os aliancistas se popularizaram rapidamente.

A elite limenha percebeu o fenômeno social que estava acontecendo e resolveu reagir. Em 7 de agosto de 1924, membros da Federação de Estudantes do Peru (em sua maioria pertencentes à grupos de alto poder aquisitivo) criaram a Federación Universitaria de Fútbol, que por conta das origens sociais criou de início um antagonismo com o Alianza.

A política local dos anos 1920 também foi um fator para estabelecer a rivalidade. Augusto B. Leguía era o presidente da época e estabeleceu um regime populista (semelhante ao adotado por Vargas no Brasil na década seguinte) e, por isso, apadrinhou os aliancistas – tanto que a estrebaria Alianza era propriedade de Leguía. Já os membros da Federación Universitaria se aliaram ao Partido Civil Peruano – principal grupo de oposição.

Registro do primeiro clássico peruano que terminou em Cenas Lamentáveis (Foto: El Comercio)
Registro do primeiro clássico peruano que terminou em Cenas Lamentáveis (Foto: El Comercio)

Todos esses ingredientes entraram em campo em 23 de setembro de 1928, data do primeiro Superclásico Del Fútbol Peruano. O Universitario venceu por 1 a 0, gol marcado por Pablo Pacheco. Mas isso ficou em segundo plano após as Cenas Lamentáveis decorridas naquele domingo.

O Alianza teve CINCO atletas expulsos, o que fez o árbitro uruguaio Jullio Borelli decretar o fim da partida antes do tempo regulamentar. Ao sair do gramado, o jogador Filomeno García bateu boca com a torcida merengue e o clima esquentou. Não contentes com a discussão verbal, Los Cremas atiraram bastões no elenco Blanquiazul! O episódio ficou conhecido como “Clásico de los Bastonazos”, o estopim dessa competição ferrenha.

Essa não foi a única vez que um Superclásico foi marcado pelas habilidades marciais dos jogadores. Um dos momentos mais icônicos do duelo aconteceu em 1994, quando o jogador de La U Jorge Amado Nunes emendou uma direita de dar inveja à Rocky Balboa, fazendo Juan Carlos Kopriva ir à nocaute.

Outras páginas importantes compõem esse livro. Em 1956, por exemplo, os dois clubes se uniram para enfrentar o Austria Wien. O combinado “Alianza-U” venceu por 3 a 1. Em 1988 outro capítulo marcante: três meses após um acidente aéreo que matou todo o elenco Blanquiazul, o Alianza conseguiu montar um time para decidir o Campeonato Peruano com Los Cremas, que venceram por 1 a 0 e levantaram a taça. Uma história intensa que foi construída a cada encontro.

O que parecia impossível aconteceu em 1956: Alianza e La U do mesmo lado! (Foto: Arkivperu)
O que parecia impossível aconteceu em 1956: Alianza e La U do mesmo lado! (Foto: Arkivperu)

Alianza e Universitario protagonizaram 355 duelos ao longo desses quase 90 anos. Los Blanquiazules levam vantagem, com 133 vitórias contra 119 de Los Cremas – além de 103 empates. Os merengues balançaram as redes 434 vezes, enquanto que os aliancistas fizeram 465 gols. La U leva vantagem no número de títulos nacionais (26 contra 22 do Alianza). O próximo Superclásico está previsto para o dia 4 de junho pela segunda rodada do Torneo Apertura.

Fontes: AlambradoAldo Panfichi e Jorge Thieroldt, Arkivperu, Depor.com, El Comercio, El Popular, Lamula, Libero, Peru.com, Revista PlacarRPP.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*