História para Gibraltar e cenas lamentáveis pelo mundo!

Victoria Stadium em Gibraltar (fonte: SkySports)
Victoria Stadium em Gibraltar (fonte: SkySports)

Imagine um país cuja população total passa longe da grande maioria dos munícipios do seu Estado. Um censo de 2012 determinou 30.001 cidadãos compondo a diminuta população em Gibraltar, território britânico ultramarino no sul da Península Ibérica. Há três anos, o país obteve o direito de ter seus clubes disputando Liga dos Campeões e Liga Europa.

E agora, três anos depois, veio a vitória mais expressiva de um clube gibraltino no futebol internacional (e logo numa Liga dos Campeões): o Lincoln Red Imps, 14 vezes seguidas campeão nacional, ganhou do Celtic, pentacampeão escocês, por 1 a 0, com um marcado por Lee Casciaro. A equipe semiprofissional terá a vantagem do empate para o jogo em Glasgow – algo ainda assim improvável, mas… Quem duvida?!

https://twitter.com/NSenseFootball/status/752942600848547840

Futebol de Gibraltar à parte, voltamos ao fim de semana, quando CENAS LAMENTÁVEIS foram o grande destaque da última rodada do Campeonato Egípcio. No empate entre Mehalla e El Masry, que tirou os visitantes da próxima Copa das Confederações africanas (espécie de Sul-Americana deles), rolou aquele BOLOLÔ depois do jogo.

Quando as coisas pareciam que iriam se acalmar, o técnico do Masry partiu para cima de um fotógrafo, que havia tirado uma foto da confusão pouco antes. Rolou perseguição, chutes e muita confusão.

Cenas lamentáveis que você deve ter visto no findi foram as que aconteceram na China: após Shandong Luneng 2 x 1 Jiangsu Suning, o juizão ficou p da vida com o Ramires por algum motivo. A galera do Suning bem que tentou segurar o homem, mas não teve jeito. Cartão vermelho e Ramires, para alegria de nenhum torcedor do Suning, partiu para cima do árbitro, sendo apartado pelo Jô e companhia. Bizarro.

Ainda na Ásia, um gol nos chamou a atenção. Mais precisamente na Tailândia. O BBCU, lanterna por lá, empatou com o Chiangrai e marcou o gol mais brigado do fim de semana. O jogador dribla os primeiros marcadores, ganha a dividida depois e, quando parecia tudo perdido, a bola espirrou em sua canela e encobriu o goleiro adversário. Gol na raça!

Pelas bandas brasileiras, difícil ter alguém mais feliz hoje do que o Bilau. Sim, o atacante do São Raimundo-PA, artilheiro de seu time na Série D e que fez mais dois gols contra o Rio Branco-AC, na goleada dos paraenses por 6 a 0. Ninguém segura o Bilau!

Finalizamos mais uma edição do Non Sense Football nas CENAS LAMENTÁVEIS com o ônibus mais sem noção da França. Até a próxima!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*