IDV 2×1 BOC – Noventa minutos para um sonho

Independiente del Valle vira para cima do Boca Juniors e leva vantagem do empate para o jogo de volta na La Bombonera

José Angulo faz o gol da vitória equatoriana em Quito (Foto: AFP)

Em uma partida muito disputada, o Independiente del Valle mostrou que não é apenas uma surpresa dentro da Libertadores da América ao vencer o Boca Juniores por 2 a 1 no jogo de ida das semifinais da competição.

Durante toda a semana, o jogo de palavras entre as duas equipes dava sinais de que teríamos um confronto de nervos na disputa pela vaga nas finais. O ex- jogador do Boca Juniors, Riquelme, havia dito que seu time não teria dificuldades para vencer os equatorianos. Em resposta, o atacante José Angulo, disse que faria de tudo em campo para calar a boca do ex- meia argentino.

É provável que Juan Román Riquelme possa ter tido a impressão que estava certo por alguns minutos, pois o Boca abriu o placar com Pablo Pérez logo aos 12min do primeiro tempo, após uma rápida troca de passes do ataque argentino.

Pérez abre o placar para o Boca Juniors (Foto: AFP)
Pérez abre o placar para o Boca Juniors (Foto: AFP)

O Independiente del Valle conseguia manter a posse de bola e o total domínio do jogo, mas não convertia essa pressão em gols, perdendo em sequência, inúmeras chances de igualar o placar. A mais clara de todas saiu dos pés de Sornoza, que chutou para fora “A Bola” do primeiro tempo. Quando o relógio marcava 38min jogados, a partida teve que ser interrompida, devido um apagão em uma das torres de iluminação do estádio. Com a vantagem no placar, somado a dificuldade de jogar na altitude, os argentinos se fechavam atrás esperando a melhor oportunidade para um contra ataque. Quando o primeiro tempo se encaminhava para o final, Perez numa tentativa de cruzamento acabou jogando a bola em direção ao gol, Azcona defendeu, mas acabou caindo com os dois pés dentro do gol. O juiz da partida e o assistente consideraram que a bola não entrou.

A equipe equatoriana começou o segundo tempo determinada, conseguindo o gol de empate aos 16min, após um escorregão do lateral Leonardo Jara, com Bryan Cabezas marcando para o Independiente. O Boca Juniors não se abalou com o gol, pouco tempo depois, Tévez em uma bela jogada individual, quase recoloca a equipe xeneize na frente do placar. Aos 30min, Fabra saiu jogando errado, Rizotto deu um belo passe para José Angulo, com muita categoria, tirou seu marcador do lance e finalizou com perfeição para a virada equatoriana. Mesmo mostrando muito cansaço, os argentinos partiram para cima para tentar empatar a partida. Novamente, Carlitos Tévez teve a chance de marcar, após nova falha do goleiro Azcona, mas Mina evitou o gol. No último lance do jogo, Betancur aproveitou o rebote da cabeçada de Díaz, mas a defesa do Del Valle afastou o perigo.

Carlitos Tévez mais uma vez foi um dos destaques do Boca Juniors (Foto: AFP)
Carlitos Tévez mais uma vez foi um dos destaques do Boca Juniors (Foto: AFP)

Após quatro anos, o Boca Juniors volta a ter boas chances de chegar às finais da Copa Libertadores da América, pois basta uma simples vitória na próxima quinta (14) jogando em La Bombonera para avançar na competição. Por outro lado, o Independiente del Valle conseguiu surpreender River Plate e Pumas, saindo com a classificação, mesmo jogando fora de casa nas fases anteriores. Mais uma motivação para a equipe equatoriana buscar sua sonhada classificação para a final.

Veja os melhores momentos desse grande jogo de bola em Quito:


FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE DEL VALLE – EQU 0X2 BOCA JUNIORS – ARG

Local: Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (EQU)
Data: 07 de julho de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Alexander Guzmán e Cristian de la Cruz (ambos da ARG)
Cartões amarelos: Julio Ângulo, Luis León (Independiente del Valle); Adrián Cubas, Pablo Pérez, Andrés Chaves (Boca Juniors)
Gols: Pablo Pérez (12′ 1T); Bryan Cabeza (16′ 2T) e José Ângulo (30′ 2T)

INDEPENDIENTE DEL VALLE: Librado Azcona; Christian Núñez, Fernando León, Arturo Mina, Emiliano Tellechea; Jefferson Orejuela (Dixon Arroyo, 88′), Mario Rizotto, Bryan Cabezas, Junior Sornoza (Gabriel Cortez, 88′), Julio Angulo (Jonny Uchuari, 81′); José Angulo.
Técnico: Pablo Repetto

BOCA JUNIORS: Agustín Orión; Leonardo Jara, Daniel Díaz, Juan Insaurralde, Frank Fabra; Pablo Pérez (Rodrigo Bentancur, 77′), Adrián Cubas, Fernando Zuqui; Darío Benedetto (Andrés Chávez, 36′), Carlos Tevez, Nicolás Lodeiro.
Técnico: Guillermo Barros Schelotto.

Por: Wagner Ponce @wagnerponce

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*