Jardel, o Super Mario: Onde está o craque?

Amigo torcedor, amigo leitor. Nesta semana o “Onde está o Craque?” vai falar sobre Mário Jardel Almeida Ribeiro. Mais conhecido como Jardel, o herói do Grêmio, ele nasceu em Fortaleza no dia 18 de setembro de 1973, e é cria da Ferroviário-CE. Ainda jovem, o atacante foi levado ao Rio de Janeiro para acertar com o Vasco, clube no qual iniciou sua carreira profissional. No clube carioca, Jardel estreou no campeonato estadual de 1994, fazendo o gol da classificação na semifinal contra o Flamengo e dois gols na final contra o Fluminense.

No Brasil, o grande momento de Jardel veio no Grêmio de 1995, ao lado de Paulo Nunes, o diabo loiro, Jardel formou a “Dupla Infernal”, conquistando já em 95, a Libertadores, torneio em que foi artilheiro e ganhou o apelido de Herói do Grêmio ou Super Mario, onde ainda ganharia a Recopa e o Campeonato Gaúcho.

Jardel comemora mais um de seus gols pelo Grêmio
Jardel comemora mais um de seus gols pelo Grêmio (Foto: Portal oficial do Grêmio)

Com passagem por outros nove países, teve seu sucesso internacional atuando pelo futebol Português, onde conquistou vários títulos com Porto e Sporting e foi vencedor da Chuteira de Ouro, prêmio concedido ao maior artilheiro da Europa, por duas vezes.

Jardel atuou ainda pela seleção brasileira em 10 oportunidades e fez 1 gol de cabeça, em entrevista a Revista IstoÉ, o jogador se disse chateado com Felipão por não ter estado na Copa do Mundo de 2002 e ainda garantiu ser, dentro da área, melhor que Ronaldo Fenômeno. Os problemas na carreira do Super Mario e em sua vida pessoal começaram na temporada 2003/2004, quando o jogador começou a rodar por vários clubes e nunca mais voltou a ser o mesmo.

Em 2008, entrevistado pelo Esporte Espetacular, assumiu ao repórter Régis Rösing, o seu problema com as drogas e o vicio por cocaína, dizendo ainda acreditar ter sido ela a grande culpada por sua perda de condicionamento físico. O jogador ainda contou ter sofrido de depressão e se tratado com psiquiatra por vários anos.

Sporting e Porto, clubes em que Jardel foi ídolo em Portugal
Sporting e Porto, clubes em que Jardel foi ídolo em Portugal (foto:ronaldo7.net)

Depois de se aposentar dos gramados em 2011, Jardel foi eleito em 2014, deputado estadual do Rio Grande do Sul, com cerca de 41 mil votos. O ex-jogador e herói do Grêmio acabou acusado pelo Ministério Público do estado do Rio Grande do Sul de, juntamente com outras 10 pessoas, ter extorquido funcionários, nomeado servidores fantasmas e desviado verbas em beneficio próprio. Em fevereiro de 2016, Jardel teve como resultado de uma investigação de dezembro de 2015, um processo de cassação de seu mandato. Ele ainda foi acusado de envolvimento no tráfico de drogas ao levar, em carro da Assembléia Legislativa, um traficante para vários lugares.

foto reprodução internet
Jardel como deputado estadual do RS (Foto: Reprodução/Internet)

Por fim, no dia 8 de junho de 2016, a Comissão de Ética da Assembléia Legislativa do RS aprovou o pedido de cassação do mandato de Jardel, encaminhando o caso à Comissão de Constituição e Justiça.

Jardel, de herói do Grêmio, ídolo de duas torcidas portuguesas e único brasileiro a conquistar duas Chuteiras de Ouro, se tornou mais um parlamentar de nome sujo e final triste, fatos que não apagam sua belíssima trajetória como jogador, mas infelizmente, mancham o nome do eterno ídolo do Imortal Tricolor.

 

Texto: Daniel Bravo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*