Juventus x Portuguesa: o Dérbi dos Imigrantes

UM DUELO ENTRE "ITALIANOS" E "PORTUGUESES"

História e muita tradição marcam o dérbi dos imigrantes. [Facebook/Reprodução]
Honorato Vieira, CE

Derby Paulista, San-São, Choque Rei e Majestoso. Todos esses nomes são conhecidos de quem gosta ou acompanha futebol. Porém, ainda no estado de São Paulo, outro grande clássico se destaca, ainda que ultimamente não chame tanta atenção: o Dérbi dos Imigrantes, protagonizado por Juventus e Portuguesa.

São dois times históricos de São Paulo que fazem o tradicional Dérbi dos Imigrantes. Imigrantes?! Sim! No começo da década passada, as duas colônias sempre foram maioria em São Paulo e ambos influenciaram muito na cultura, língua, costumes, religiosidade e tradição do povo paulista.

O Juventus, por italianos, e a Lusa pelos portugueses. Ambos também são mantidos até hoje por descendentes dessas colônias, as duas maiores da capital paulista.

Além de tradicionais, as duas equipes somam títulos importantes em suas histórias como da Série B do Brasileiro. O Juventus levantou a taça em 1983 e a Portuguesa em 2011. No âmbito Estadual, a Lusa tem três Campeonatos Paulistas e o Moleque Travesso levou uma Copa Paulista.

O primeiro duelo entre as equipes aconteceu em 18 de maio de 1930, no qual a Lusa venceu por 2 a 1.

Os clubes só disputaram um título na história. E foi no longínquo Torneio Relâmpago do Pacaembu. A competição servia como inauguração do tradicional estádio paulista em 1940. O Juventus vinha embalado por ter eliminado o Hespanha e o Santos, com isso, sapecou um sonoro 3 a 0 na Lusa. Naquele exato 05 de maio de 1940, Ferrari, Danilo e Neves fizeram a Javari comemorar em cima do seu rival marcando os três gols e fazendo do Moleque Travesso o primeiro campeão do Pacaembu. Mais de 50 mil pessoas que presenciaram o triunfo.
Outro jogo marcante do dérbi foi na inauguração oficial do estádio do Canindé, quando a Portuguesa se tornou proprietária. O dia foi 9 de dezembro de 1956 e a vitória foi dos donos da casa por 2 a 0.
Duelo de irmãos
Nascidos no bairro da Mooca, casa dos grenás, os irmãos José Lázaro Robles, o Pinga I, e Arnaldo Robles, o Pinga II, iniciaram suas carreiras em clubes diferentes. Pinga I – o mais novo –, se firmou desde cedo na categoria de base da Portuguesa e logo subiu para o profissional. Já o mais velho, Pinga II começou a carreira nos juvenis do Juventus.

Pouco tempo depois da efetivação nos profissionais, os irmãos trocaram de clube: Pinga II foi para o Juventus e Pinga I, para a Portuguesa. A mudança permitiu que os dois se enfrentassem. Em 9 de abril de 1944, pelo Campeonato Paulista, aconteceu o primeiro duelo: vitória do Juventus por 2 a 1, no Pacaembu. Em setembro daquele mesmo ano, voltaram a se enfrentar e, novamente, o Juventus venceu, por 3 a 1, na Rua Javari.

A história (DESCUBRA) conta que Pinga I não voltou para casa com vergonha das derrotas.
Números
São 131 jogos entre as duas equipes da capital paulista. A Portuguesa leva ampla vantagem no retrospecto, com 68 vitórias, contra 30 vitórias juventinas, além de 32 empates. A Lusa marcou 251 contra 149 do Juventus.A ultima derrota da Portuguesa para o Moleque Travesso no Canindé foi por 1 a 0, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Paulista da Série A2 (Segunda Divisão) de 2016. Naquela oportunidade, o Juventus pôs fim no tabu de 58 anos, já que não vencia o Dérbi do Imigrantes como visitante desde 1958. O gol isolado do jogo, foi marcado por Adriano Paulista,aos 21 minutos do primeiro tempo.

Em 2018, um 0 a 0 no Canindé e uma vitória magra para o Moleque Travesso por 1 a 0 marcam os últimos capítulos do clássico.

Fontes: Globo Esporte, Dentro do Campo, NET Lusa

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*