Lista: os Reis dos Estaduais – quem são os técnicos mais vitoriosos do país?

OS DONOS DOS REGIONAIS PELO BRASIL

Por Davi Simões, SP

O texto é direto e reto: apontar quem são os técnicos que mais venceram Campeonatos Estaduais! Já sabemos que o mais raiz deles é também um dos mais vencedores. Mourinho? Pff, desce daí. O cara é Givanildo Oliveira, que já conquistou 18 campeonatos por diferentes clubes – sem falar na Lampions League, que todos sabemos ser maior do que a Champions. Mas a lista pretende apontar os maiores vencedores entre os principais treinadores do país.

Os regionais são os campeonatos mais tradicionais do país, sendo disputados desde 1902. O primeiro foi o Paulistão, que ainda nem contava com os gigantes do Estado e teve o São Paulo Athletic como campeão.

Qualificar e denominar um técnico como o melhor do país é sempre muito difícil, pois tanto ele como qualquer clube podem oscilar e não agradar a todos os torcedores. Felipão, atual campeão brasileiro, tem o trabalho sempre contestado pela forma que alcança seus resultados, mas não dá para negar que possui um currículo campeão.

Muitas vezes também, um treinador não se adapta a determinado clube simplesmente pela diferença de filosofias ou escolas. Exemplo recente é o de Jair Ventura no Santos, o jovem treinador fez um trabalho consistente no Botafogo, foi desejado por diversos clubes antes de acertar com o Alvinegro Praiano e não fez um bom trabalho no Peixe justamente por preservar um futebol defensivo em um time cujo o DNA ofensivo é latente.

Bem, a lista é grande e pode ser até surpreendente, pois Estadual não é brincadeira. Ainda que um técnico tenha histórico vencedor nacionalmente, regionalmente a história pode ser outra. Confira:

Givanildo – 18 títulos
Considerado o treinador mais raiz do futebol brasileiro, Givanildo Oliveira já levantou 18 canecos em sete estados diferentes. Entre os destaques, Givanildo venceu oito vezes o Campeonato Paraense e cinco vezes o Pernambucano.

(Foto: reprodução internet)

Vanderlei Luxemburgo – 16 títulos
O forte pôjeto de professor Luxa o colocou no ranking dos maiores técnicos do futebol brasileiro com 30 títulos na carreira. 16 desses são taças estaduais, oito delas em São Paulo. Destaque para a conquista de 1990 com o Bragantino.

(Foto: reprodução internet)

Joel Santana – 14 títulos
O mestre poliglota do futebol mundial se mostra também um especialista em regionais. São 14 canecos levantados, sendo nove Cariocas e cinco Baianos.

(Foto: reprodução internet)

Abel Braga – 9 títulos
Atual treinador do Flamengo e um dos mais vitoriosos do país, Abel já conquistou nove competições estaduais. Destaque para três Campeonatos Gaúchos e três Cariocas.
(Foto: reprodução internet)

Levir Culpi- 8 títulos
Com bom desempenho na década de 1990, Levir Culpi acumula cinco títulos em Minas Gerais. Além disso, o atual técnico do Galo levantou taças em São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

(Foto: reprodução internet)

Felipão – 6 títulos
Entre os destaques da carreira, Big Phill conquistou uma Copa do Mundo, passou por Chelsea e pela seleção de Portugal, mas nos Estaduais a tradição é, proporcionalmente, pequena. Se em campeonatos nacionais e internacionais o treinador é extremamente vitorioso, em Estaduais são apenas seis títulos, sendo quatro Gaúchos, um Catarinense e um Alagoano.

(Foto: reprodução internet)
Muricy Ramalho – 6 títulos
O forte e reconhecido trabalho de Muricy lhe rendeu seis títulos estaduais, entre Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo. Destaque para o campeonato Paulista de 2004 conquistado com o, até então, ascendente São Caetano.

(Foto: reprodução internet)

Dorival Jr. – 6 títulos
Com destaque para suas conquistas com o Santos, Dorival Jr. acumula cinco taças estaduais. Além das duas com o Peixe, o treinador venceu em Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Fortaleza.

(Foto: reprodução internet)

Mano Menezes – 5 títulos
Luiz Antônio Venker Menezes, o Mano, hoje no Cruzeiro levantou apenas cinco taças estaduais. Além de dois títulos Gaúchos e um Mineiro, pesa a seu favor um Paulistão, campeonato considerado um dos mais disputados do país, conquistado de forma invicta com o Corinthians, em 2009.

(Foto: reprodução internet)

Tite – 5 títulos
O mestre Adenor da Seleção Brasileira, tem grande experiência nacional e internacional, mas nos estaduais ainda é pouca. São apenas cinco títulos, divididos entre São Paulo e Rio Grande do Sul.

(Foto: reprodução internet)

Fábio Carille – 2 títulos
Ainda que com curta carreira profissional, com aproximadamente três anos de rodagem,  Carille já conquistou dois Estaduais com o Corinthians. O treinador ganhou ainda um campeonato Brasileiro com o Alvinegro, o que o credencia nessa lista tradicional.

(Foto: reprodução internet)

Renato Gaúcho – 1 título
Apontado por muitos como o melhor técnico brasileiro da atualidade, o moralizador Renato Gaúcho conquistou o Estadual apenas uma vez, com o Grêmio, em 2018.

(Foto: reprodução internet)

Menções Honrosas

Maurício Simões, o Rei do Nordeste – 14 títulos
Conhecido como Rei do Nordeste, Maurício Simões pode ser desconhecido no cenário nacional, mas acumula 14 conquistas estaduais. Passando por Treze, Campinense, Picos, Sergipe e Confiança, o treinador foi um verdadeiro mestre dos regionais. Lamentavelmente, Simões sofreu um infarto em 2011 e veio a falecer.

(Foto: reprodução internet)

Roberto Fernandes – 5 títulos
Atualmente no CRB, o treinador Pernambucano já acumula cinco títulos, sendo duas conquistas com o América-RN.

(Foto: reprodução internet)

2 Comentários em Lista: os Reis dos Estaduais – quem são os técnicos mais vitoriosos do país?

  1. Destaque curioso para a frieza do Givanildo no último estadual que ele venceu com o América-MG.
    O clube mineiro não conquistava um título de expressão há vários anos e quando o juiz apitou o final do jogo consagrando o caneco, o Givanildo simplesmente se manteve de cara fechada, deu as costas e foi para o vestiário kkkkkkkk.

    • Realmente hahha
      Ainda tem aquela vez que ele fala para um jogador marcar o outro dizendo “toma dele, é ruim, eu já conheço essa desgraça”! Que figura.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*