Não sabendo que era impossível, o Lincoln Red Imps foi lá e fez

Lincoln Red Imps vence e aplica a maior humilhação da história do Celtic

Lee Casciaro fez o gol da vitória do Lincoln Red Imps (foto: BBC)
Lee Casciaro fez o gol da vitória do Lincoln Red Imps (foto: BBC)

Tarde de domingo do dia 29 de março de 2015. Um minuto após Malone colocar a Escócia na frente da frágil seleção de Gibraltar, Lee Casciaro, atacante e policial gibraltino, empatou o jogo. Era o primeiro gol da história da seleção. E mais uma vez ele fez história por seu país. Mais uma vez contra escoceses. Foi dele o gol da vitória por 1 a 0 do Lincoln Red Imps pra cima do gigante escocês Celtic no dia 12 de julho. A primeira vitória na segunda fase de uma equipe de Gibraltar.

Era a estreia oficial de Brandon Rodgers à frente dos The Bhoys. E foi o pior início possível para quem precisava se reafirmar como treinador. Sua passagem por Liverpool não foi lá das melhores e os novos ares em Glasgow pareciam ser o que ele precisava. A estreia contra uma equipe de um país que nem é reconhecido fora da Europa, e que sua população é de aproximadamente 30 mil habitantes, era o cenário ideal. Uma pena que o sonho se tornou um pesadelo ao final dos 90 minutos.

A equipe do Lincoln Red Imps é uma potência em Gibraltar, o que não é lá muito difícil. A equipe já tem 22 canecos do campeonato nacional e, pasmem, é campeão de forma consecutiva desde a temporada 2002-03. Ou seja, há 14 anos Gibraltar tem o mesmo campeão. E você reclamando do Campeonato Espanhol, hein?

Campeões por 14 vezes seguidas (foto: Gibraltar Footbal Association)
Campeões por 14 vezes seguidas (foto: Gibraltar Footbal Association)

Mas claro que ser uma potência em uma nação tão fraca não significa nada quando o assunto é Europa. Na verdade, ser campeão de Gibraltar não valia nada até 2014. Mas naquele ano, a seleção foi aceita pela UEFA e pode começar sua odisseia em competições europeias.

O primeiro desafio da equipe foi contra o HB, das Ilhas Faroe. Empate em casa por 1 a 1 e derrota fora por 5 a 2. Tchau, Imps. Já na temporada 2014-15, a sorte foi melhor. A equipe enfrentou o Santa Coloma, de Andorra e empatou em casa sem gols, mas acabou vencendo fora por 2 a 1. O gol decisivo foi dele, é claro, Lee Casciaro, o Messi gibraltino. Porém, na segunda fase, os Red Imps foram eliminados pelo Midtjylland, da Dinamarca, sem marcar nenhum golzinho.

Num país tão pequeno, seria quase impossível manter times profissionais por diversos fatores. Um deles esbarraria na falta de público, que no caso de Gibraltar não passaria de 5.000 torcedores por jogo, já que Gibraltar possui apenas um estádio, o Victoria Stadium. Além de abrigar os jogos de todos os times do país, também recebe partidas de críquete e é palco do Gibraltar Music Festival, que com certeza você deve conhecer.

Victoria Stadium - palco da Gibraltar Premier League (foto: dailytrackpic)
Victoria Stadium – palco da Gibraltar Premier League (foto: dailytrackpic)

Além disso, as equipes têm elenco enxuto e, por muitas vezes, seus jogadores têm relação muito próxima. Esse é o caso do Lincoln Red Imps, a casa dos irmãos Casciaro. O Lee vocês já conheceram um pouco. Ele é um dos artilheiros da seleção de Gibraltar não só no futebol de campo, mas no futsal também e nas horas vagas é policial. Ele é o mais velho, com 34 anos de idade. O do meio é o zagueiro Ryan Casciaro, 32 anos. Além de jogar junto com Lee, ele também faz rondas com o irmão pelas ruas de Gibraltar. O caçula é o Kyle Casciaro, de 28 anos. O meio-campista dos Red Imps também é agente aduaneiro.

Além dos Casciaro Brothers, outra família tem bastante presença na equipe, é a dos Chipolina. Nenhum deles tem parentesco próximo, mas todos ostentam com orgulho o nome. Joseph, Roy e Kenneth são todos Chipolina, todos zagueiros. O Lincoln Red Imps conta com estrangeiros também. Portugueses e espanhóis. Destaque para o goleiro Raúl Navas e o zagueiro Bernardo Lopes. Por fim, um dos únicos jogadores de Gibraltar que já atuou profissionalmente é o cérebro do time, Kyle Walker. O meio-campista com passagem pelo Portsmouth estava no israelense Bnei Yehuda antes de voltar à sua terra natal.

Irmãos Casciaro (foto: Twitter)
Irmãos Casciaro (foto: Reprodução / Twitter)

Essa é a base da equipe que entrou para história no dia 12. O jogo contra o Celtic parecia fadado a uma goleada, mas tudo mudou quando Efe Ambrose foi enganado pelo quique da bola, tomou um semi-lençol de Lee Casciaro, que mandou com jeitinho para o fundo do gol do goleiro Gordon. A apatia e falta de criatividade eram imensas, e mesmo com jogadores infinitamente melhores, o Celtic nada conseguiu fazer além de virar piada para os fãs do Glasgow Rangers.

Apesar de ser difícil, o Lincoln Red Imps tem a vantagem do empate no jogo de volta. Um Celtic Park com o dobro da sua população os espera. Mas para quem chegou até aqui, sonhar bem é quase um passo para levantar voo.

Texto: Diego Giandomenico

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*