O Caminho da Libertadores: Flamengo

Conheça todos os prováveis adversários do Mengão nesta Libertadores pela fase de grupos (Foto/Reprodução: sportv.globo.com)
Por: Bruno Gabriel, PR | Lucas Bastos Gabriel, SC

Rubro negros, uni-vos! Mais uma batalha continental começa! O Mengão está no grupo da morte. No sorteio do dia 21 de dezembro, no Paraguai, o grupo foi desenhado. O time carioca está no Grupo 4, junto a San Lorenzo, Universidad Católica e ainda tem uma vaga em aberto que pode ser preenchida por Atlético-PR, Millonarios-COL, Deportivo Capiatá-PAR, Deportivo Táchira-VEN ou Universitário- PER.

O rubro negro estreia na competição continental no dia 8 de março, contra o time do Papa Francisco. O mando do jogo é do Flamengo, mas ainda não se sabe onde será a partida. O Maracanã sofre com o processo de licitação e teme-se que o estádio da Ilha do Governador não esteja pronto até lá. No dia 15 de março, os cariocas vão ao Chile, e no dia 12 de abril, o turno se fecha contra adversário a definir. Na segunda rodada do grupo, o Flamengo joga fora contra San Lorenzo e adversário a definir,  e em casa contra a Universidad Católica.

Fla fez excelente campanha no BR 2016 (Foto/Reprodução: colunadoflamengo.com)
Fla fez excelente campanha no BR 2016 (Foto: Reprodução/colunadoflamengo.com)

O Clube de Regatas do Flamengo chegou à Libertadores de 2017 por meio do Campeonato Brasileiro. Terminou o certame em terceiro, assim conseguindo uma vaga direta na fase de grupos da competição continental. Acredita-se que pegou um grupo difícil pelo seu baixo coeficiente na Conmebol, que contabiliza as ultimas participações dos clubes. O comandante do time é Zé Ricardo, técnico que surgiu na base do clube. Fez um trabalho de destaque no ultimo ano e espera-se que continue nesse ritmo.

O rubro negro não sofreu nenhuma grande perda no elenco, onde saíram Alan Patrick e Fernandinho, porém, ambos não eram titulares e tinham pouca importância para o time. A equipe conta com a entrada de Darío Conca, o lateral Trauco e do volante Rômulo. A torcida espera repetir a lendária conquista de 1981, a única do Flamengo. Já se passaram 35 anos de sua única final e título. E em 1982 chegou as semifinais, mas caiu para o campeão Peñarol.

San Lorenzo

O “Ciclon”, time argentino da cidade de Buenos Aires, conta com uma das maiores e apaixonadas torcidas do país. O estádio Nuevo Gasometro é um verdadeiro caldeirão argentino, com a capacidade de 47.964 pessoas que não param de apoiar o Cuervo. Abaixo, um pouco da atmosfera que o Flamengo irá enfrentar no Nuevo Gasometro no dia 17 de maio.

Chegou à competição continental com o vice-campeonato nacional. Devido as suas ultimas participações na Copa Libertadores, ficaram no pote 1 do sorteio e foram os cabeças de chave do grupo 4. Liderados por um grande conhecido do futebol brasileiro, Diego Aguirre, o qual faz um excelente trabalho no “Ciclón”, têm tudo para dar trabalho aos cariocas. Apesar de haver muitas especulações de saídas de jogadores nenhuma se concretizou, e a equipe conta com a volta de Gabriel Esparza, atacante que estava emprestado ao Puebla- MEX.

Os destaques da equipe argentina são: o zagueiro Collocini, o volante Néstor Ortigoza autor do gol do titulo da Libertadores em 2014 e o velho conhecido do Flamengo, o meia Romagnolli, era o camisa 10 na final da Mercosul de 2001, em qual o “Ciclón” bateu o rubro-negro nos penais.

A campanha histórica dos argentinos foi em 2014, quando saíram campeões e acabaram com a piada que era feita pelos grandes da Argentina com as iniciais do clube: Clube Atlético Sin Libertadores.

  • 08/03/2017- Flamengo x San Lorenzo
  • 17/05/2017 – San Lorenzo x Flamengo

Universidad Catolica

É bom respeitar! Universidad vive grande momento (Foto/Reprodução: static.t13.cl)
É bom respeitar! Universidad vive grande momento (Foto/Reprodução: static.t13.cl)

Sediado na capital do Chile, um dos times mais tradicionais do país vive seu melhor momento. Bicampeão nacional e campeão da Supercopa do Chile, chegando na fase de grupos da Libertadores, estava no pote 2 do sorteio. Os chilenos jogam no acanhado estádio de San Carlos de Apoquindo. Localizado na região metropolitana de Santiago o estádio tem capacidade de 20 mil espectadores.

O elenco bicampeão chega enfraquecido para a competição continental. Perdeu vários nomes importantes, tais como:  o lateral Matias Mier, o atacante Jeisson Vargas e o artilheiro da equipe, Nicolas Castillo. Ainda não há anúncio de nenhuma chegada à equipe, mas sabe-se o interesse do treinador em algum atacante para fazer dupla com Noir. Os destaques da equipe chilena são Diego Buonanotte (base do River Plate e com passagens por equipes da Espanha) o zagueiro Guillermo Maripan (que está sendo convocado frequentemente para seleção chilena) e o Goleiro Tosselli (considerado um dos melhores do país).

Chilenos e brasileiros já se enfrentaram em fase de grupo de Libertadores, em 2010. Os confrontos foram melhores para os cariocas com vitoria no Maracanã e empate no Chile. A melhor participação da Católica foi em 1993, chegando a final contra o São Paulo Futebol Clube, acabaram derrotados, no Morumbi numa goleada de 5 a 1 dos brasileiros, e em Santiago, vitória dos chilenos por 2 a 0, que não foi suficiente.

  • 15/03/2017 Universidad Catolica x Flamengo
  • 03/05/2017 Flamengo x Universidad Catolica

Deportivo Capiatá

A fase de grupos já seria um título para a equipe paraguaia (Foto/Reprodução: ip.gov.py)
A fase de grupos já seria um título para a equipe paraguaia (Foto/Reprodução: ip.gov.py)

O time da cidade paraguaia de Capiatá tem somente nove anos de vida, mas já aprontou muito no campeonato nacional. Chegou na Copa Libertadores com a segunda melhor pontuação do Campeonato Paraguaio de 2016. Vai disputar a primeira fase da competição contra o Deportivo Tachira (VEN), e é a sua primeira participação na maior competição do continente, mas não é a primeira experiência continental. Em 2014, jogou a Copa Sul-Americana e passou da primeira fase eliminando o Danúbio, do Uruguai. Eliminou, também, o venezuelano Caracas na segunda fase, mas foi eliminado pelo Boca Juniors nas oitavas de final nas penalidades.

Para a disputa continental, o clube trouxe alguns reforços, sendo o mais conhecido o atacante Eduardo Ledesma, com passagens em Olimpia, Lanús e LDU de Quito. Ainda não teve perdas de jogadores para os grandes do Paraguai.

Deportivo Táchira

É bom respeitar! Táchira tem história na Liberta (Foto/Reprodução: deportivotachira.com)
É bom respeitar! Táchira tem história na Liberta (Foto/Reprodução: deportivotachira.com)

O “Carrossel Auri Negro” com toda a certeza é a equipe venezuelana com maior história e tamanho na competição internacional. Com 42 anos de história, o time participou nada mais nada menos do que 18 vezes na Copa Libertadores, obtendo a sua melhor campanha em 2004, quando acabou avançando até as quartas de finais da competição mas foi eliminado pelo poderoso Boca Juniors. Irá disputar a primeira fase após ter sido segundo colocado do Campeonato Venezuelano de 2016, e contará com a sua torcida apaixonada que sempre lota o estádio El Polideportivo de Pueblo Nuevo, que tem capacidade para quase 40 mil torcedores.

Contando com um elenco que possui em média 30 anos e que não possui nenhuma estrela, a equipe venezuelana vem para a competição com o objetivo de chegar ao menos à fase de grupos, não devendo apresentar grandes problemas para o Flamengo caso isso venha a acontecer.

  • 23/01/2017 Deportivo Capiatá x Deportivo Tachirá (Primeira Fase)
  • 27/01/2107 Deportivo Tachirá x Deportivo Capiatá (Primeira Fase)

Millonarios

Equipe da Colômbia promete vida dura aos adversários (Foto/Reprodução: millonarios.com)
Equipe da Colômbia promete vida dura aos adversários (Foto/Reprodução: millonarios.com)

Sendo um dos times mais populares da Colômbia, os alviazuis já são bastante conhecidos pelos brasileiros. A equipe de Bogotá chegou na semifinal da Libertadores em quatro oportunidades (1960, 1973, 1974 e 1989) e enfrentou clubes brasileiros na competição, como o São Paulo, em 1974.

A equipe que comanda os seus jogos no Estádio El Campin de Bogotá (onde seu rival Independiente Santa Fé também manda várias partidas) chega na segunda fase da competição após herdar a vaga do atual campeão da competição intercontinental, os nossos irmãos: Atlético Nacional. Sim, isso ocorreu porque os alviazuis terminaram o Campeonato Colombiano de 2016 no terceiro lugar. Em uma ocasião normal, apenas os dois primeiros se classificariam para a competição, mas como o título foi para a Colômbia e o Atlético Nacional terminou em segundo, a vaga caiu no colo do time de Bogotá.

Tendo as principais características de um tradicional time colombiano, é bom o Atlético-PR (seu adversário nesta fase prévia) tomar cuidado com os alviazuis. Contando com bons meias como Quiñónes e Maximiliano Núnez, a equipe preza pela velocidade na transição de bola e pode criar muitas dificuldades para o clube brasileiro.

Atlético-PR

Atlético do goleiro Campeão Olímpico, Weverton, é o favorito para entrar na fase de grupos (Foto/Reprodução: ogoal.com)
Atlético do goleiro Campeão Olímpico, Weverton, é o favorito para entrar na fase de grupos (Foto/Reprodução: ogoal.com)

Após uma campanha formidável no Campeonato Brasileiro passado, o glorioso Furacão chega com moral para a disputa da Copa Libertadores deste ano. Sexto colocado na competição nacional, a equipe paranaense conta com a estrela do goleiro Weverton, campeão olímpico, e com jogadores com experiência de título da competição internacional, como o zagueiro Paulo André, campeão pelo Corinthians em 2012, além de seu técnico Paulo Autuori, que levou o São Paulo ao seu tricampeonato da Liberta em 2005.

Segurando grandes jogadores e renovando praticamente com todo o seu time principal, o Furacão ainda trouxe o experiente Grafite, que promete usar seu faro de gol no torneio continental. Lembrando que o atacante também já faturou a Liberta enquanto defendia o São Paulo, em 2005, justamente em cima do Atlético-PR.

Vice-campeão em 2005, o Furacão é a equipe que carrega mais peso na camisa nesta fase inicial. O time possui um padrão tático bem definido pelo técnico Paulo Autuori e costuma não perdoar quem pisa em sua casa, fato que faz do time um dos melhores mandantes do Brasil. Praticamente imbatível dentro da Arena da Baixada, a equipe paranaense chega como a mais preparada para a disputa do direito de entrar na fase de grupos. E isto acontecendo, não há dúvidas que irá criar um trabalho gigantesco para o Flamengo e para os seus adversários.

Um dos únicos pontos fracos da equipe brasileira no ano passado foi a sua postura e campanha ao jogar fora de casa. Fato que o técnico Paulo Autuori concorda e que assumiu como prioridade para ser corrigido neste ano. Por tudo isso, com toda a certeza, o Atlético-PR chega como forte concorrente da equipe carioca.

  • 01/02/2017 Atlético Paranaense x Millonários (Segunda Fase)
  • 08/02/2107 Millonários x Atlético Paranaense (Segunda Fase)

Universitario

Já foi finalista! É bom ficar de olho no Universitario (Foto/Reprodução: playbuzz.com)
Já foi finalista! É bom ficar de olho no Universitario (Foto/Reprodução: playbuzz.com)

O peruano e quase centenário Club Universitario de Deportes é uma equipe tradicionalíssima em seu país e conhecida no cenário sul-americano, sendo que já conquistou 27 títulos nacionais e se consagrou vice-campeão da América em 1972, perdendo para o argentino Independiente nas decisões da competição. “Los Cremas”, como é chamado pela sua torcida, chega na competição após ter sido terceiro colocado no Campeonato Peruano. Será sua vigésima nona participação na Libertadores e promete fazer dois jogos duríssimos contra seu adversário na segunda fase, que será Dep. Táchica ou Dep. Capiatá.

Acostumado a jogar a competição, a equipe peruana mostra boa consistência defensiva e sabe marcar gols com seus atacantes: Gutiérrez, Tejada e Manicero, devendo assim apresentar dois jogos bem consistentes. É necessário ter cuidado com o estilo de jogo objetivo da equipe peruana, que por pouco não foi para a final do Campeonato Peruano passado. Mantendo boa base para 2017, se credencia como um dos favoritos para passar à terceira fase, enfrentando assim Millonarios ou o brasileiro Atlético-PR.

  • 02/02/2017 Dep. Capiatá ou Dep. Táchira x Universitario (Segunda Fase)
  • 09/02/2107 Universitario x Dep. Capiatá ou Dep. Táchira (Segunda Fase)

Portanto. podemos afirmar que o caminho do Flamengo até às fases finais da maior competição do nosso amado e querido continente não será nada fácil, e caberá ao time ao time rubro negro honrar a sua gloriosa história no torneio mais CL possível para que consiga o seu grande objetivo, que claro, é o lugar mais alto da América do Sul.

Fontes: O Gol, Site do Deportivo Táchira, Soccer Way, Futebol.com, Globo Esporte e ESPN Brasil

1 Comentário em O Caminho da Libertadores: Flamengo

  1. O Flamengo historicamente já tem bastante dificuldades na libertadores, esse ano ainda caiu em um grupo extremamente difícil. A primeira fase será uma prova de fogo para o time, caso avance, com certeza estará pronto para as fases seguintes. Acredito que o primeiro jogo em casa contra o San Lorenzo será o mais importante, pois além da tensão natural da estreia, terá a pressão de enfrentar o melhor time do grupo diante de sua torcida que com certeza estará presente em grande número. Ganhando esse jogo as coisas ficarão mais fáceis, caso contrário, a classificação ficará bem difícil.

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. As polêmicas de Renato Gaúcho - Cenas Lamentáveis

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*