O Caminho da Libertadores: Palmeiras

Palmeiras tem "sorte" e entra como favorito no Grupo 5 da Libertadores da América

Depois da conquista do nacional, o Palmeiras quer conquistar o continente mais uma vez. (Foto: Reprodução/Cesar Grecco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Por: Max Galli, SP

O Palmeiras começa o ano renovado depois do título brasileiro de 2016, o que dá ainda mais forças para uma equipe que não para de surgir nas notícias sobre contratações e dispensas dentro de seu elenco. Mas a preparação para 2017 começou logo após a conquista do Brasileirão com novas eleições. Sem oposição, Maurício Galiotte venceu e continuará o projeto que Paulo Nobre iniciou em 2013.

O diretor de futebol Alexandre Mattos contratou três jogadores ainda no fim do campeonato nacional: Keno (ex-Santa Cruz), Hyoran (ex-Chapecoense) e Raphael Veiga (ex-Coritiba). Além disso, a saída do técnico Cuca e de sua comissão técnica também balançou com os interiores da Academia após o título, mas a equipe alviverde se mexeu rápido e fechou com o tão promissor técnico da nova geração, Eduardo Baptista. Ele rescindiu com a Ponte Preta ao ver o projeto que o Verdão promoverá nessa temporada.

O novo presidente, Maurício Galiotte (esq.), apresenta o novo comandante do Palmeiras, Eduardo Baptista. (Foto: Reprodução/Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
O novo presidente, Maurício Galiotte (esq.), apresenta o novo comandante do Palmeiras, Eduardo Baptista (Foto: Reprodução/Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Entrando em 2017, a nova pressão foi a permanência de Alexandre Mattos no cargo de diretor de futebol e com a renovação de parceria com a Crefisa/FAM, mesmo diante dos possíveis atritos com a presidente da empresa de crédito, Leila Pereira, que quer se tornar conselheira do clube. O diretor renovou por mais dois anos e o encaminhamento com a parceira está para sair. Nada para se desesperar.

Com isso, o Palmeiras voltou ainda mais forte para o mercado trazendo para a equipe: Guerra (ex-Atlético Nacional), considerado o melhor jogador da Libertadores 2016; Michel Bastos (ex-São Paulo), Antônio Carlos (ex-Ponte Preta) e, até então a mais chamativa das contratações, Felipe Melo (ex-Inter de Milão) após muitas trocas de tweets entre o alviverde e o jogador. Além das renovações e contratações, a manutenção da equipe de 2016 também é uma carta que o Verdão usará para esse novo ano, ademais da inauguração de um Centro de Excelência na Academia de Futebol da Barra Funda em São Paulo que fora muito usado como artifício em muitas das contratações feitas.

Centro de excelência foi apresentado aos jogadores na reapresentação da equipe. (Foto: Reprodução/Fabio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação)
Centro de excelência foi apresentado aos jogadores na reapresentação da equipe. (Foto: Reprodução/Fabio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação)

Caminho para a Libertadores 2017

O sorteio realizado em 21 de dezembro passado fez com o Palmeiras conhecesse seus adversários para a competição continental na qual a equipe detém um título conquistado em 1999. O alviverde entra como a favorito do grupo pela força do elenco e da torcida que quase lota todos os jogos no Allianz Parque, e o peso da camisa. Isso já está em campo nessa Libertadores.

O Grupo 5 ainda aguarda a quarta vaga ser ocupada diantes das fases iniciais do campeonato no qual podem ser os iniciantes Carabobo (Venezuela) ou Atlético Tucumán (Argentina), além de Junior Barranquilla (Colômbia) e o El Nacional (Equador).

Peñarol-URU

O Palmeiras voltará a viajar para o Uruguai assim como fez na competição do ano anterior, só que será para encarar o Peñarol, equipe tradicional do país e do continente, e conhecido do Verdão em outras edições do campeonato. Os ‘Carbonera’ vêm com estádio novo para essa edição e uma crescente depois da permanência do técnico Fernando Curutchet que, na sua última participação na competição, levou o Defensor-URU até às semifinais em 2014. Mas, mesmo sendo campeão no Uruguaio, temporada 2015/16, na edição 2016, após mudança de regulamento, ficou beirando as últimas posições e, nos últimos dez jogos, só conseguiu uma vitória.

Jorge Wilstermann-BOL

Sempre que se fala em time boliviano já se imagina as trocentas notícias sobre a altitude e como seria a preparação da equipe brasileira para o confronto por lá. Mas, dessa vez, o impacto é bem menor se considerada La Paz e Potosí. O Wilstermann joga em Cochabamba que, com seus 2.600m, ainda traz grandes diferenças, mas também nada para se alarmar diante das outras cidades citadas. Em termos técnicos, a equipe não tem grandes tradições no continente e volta para a competição depois de seis anos, mas quase sempre que participou ficava pelo caminho ainda na primeira fase.

G4

Das quatro equipes que podem adentrar no Grupo 5, o mais bem ranqueado na Conmebol é o Junior Barranquilla, mas se observadas as partidas que disputou contra a Chapecoense na Sul-Americana do ano passado, a sua torcida é quem mais assusta diante da equipe, ainda mais com a ida do então principal jogador, Vladimir Hernández, para o Santos em 2017.

Agenda do Palmeiras na Libertadores/17

1ª Rodada: 08/03 – G4 x Palmeiras – 21:45
2ª Rodada: 15/03 – Palmeiras x J.Wilstermann – 21:45 – Allianz Parque
3ª Rodada: 12/04 – Palmeiras x Peñarol – 21:45 – Allianz Parque
4ª Rodada: 26/04 – Peñarol x Palmeiras – 21:45 – Campeón Del Siglo
5ª Rodada: 03/05 – J.Wilstermann x Palmeiras – 21:45 – Félix Capriles
6ª Rodada: 24/05 – Palmeiras x G4 – 21:45 – Allianz Parque

Fontes: Globoesporte.com, Uol Esporte

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*