O sabor das Eliminatórias Sul-Americanas

Semana decisiva para quem quer disputar a Copa do Mundo

Por Samir Leão, TO

Tropeços dos favoritos, surpresas e esperança com as zebras: ingredientes que dão a qualquer campeonato o sabor da emoção.  A 16ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo de 2018 trouxe no cardápio indigestos dissabores bolivianos (9º) e venezuelanos (10º) para os renomados argentinos (5º) e chilenos (6º) provarem. Aos peruanos (4º), que não costumam ter gosto por Mundiais, o cheiro de classificação fica cada vez mais forte, após a conquista da terceira vitória consecutiva.

Colômbia (3º) só tomou empate, não comeu nada e já não tem gordura para queimar na reta final do torneio classificatório. O Uruguai (2º), depois de amargar três derrotas seguidas e um empate, acordou do porre e voltou a vencer. Paraguai (7º) e Equador (8º), separados por um ponto na tabela, ainda não perderam o apetite por uma vaga no Mundial de 2018. O Brasil (1º) – que garantiu ingresso antecipado para a festa na Rússia – aproveitou com moderação e abriu dez pontos para o segundo colocado.

A 16ª rodada funcionou como aperitivo para as duas próximas rodadas antes do encerramento. Servida a entrada vamos agora ao prato principal: sete seleções chegam com chances de classificação, três vagas diretas e uma através de repescagem, catimba, vontade, glória e adeus. Harmonizados esses temperos produzem nosso típico prato à moda da casa Sul-Americana.

Últimas rodadas

Não tem possibilidade desse final ser insosso. O Uruguai, teoricamente, enfrentará as duas seleções mais fracas da competição e que já não brigam por nada na tabela. Porém, a Venezuela tirou pontos da Colômbia (0x0) e Argentina (1×1) nos últimos jogos. A Bolívia derrotou o Chile (1×0).

Equipe de Messi ocupa o 5º lugar nas Eliminatórias
Argentina ocupa o 5º lugar nas eliminatórias sul-americanas (Créditos: AP Photo/Natacha Pisarenko)

O Chile vem de duas derrotas e terá dois encontros nada agradáveis. Enfrentará os incansáveis equatorianos em casa. E vem até o Brasil encarar a seleção de Tite. No jogo de ida, os chilenos quebrara um jejum de 15 anos sem ganhar dos brasileiros e venceram por 2 a 0 a equipe comandada por Dunga. As circunstâncias agora são outras: somos líder e temos técnico.

Os compromissos da Argentina são: Equador (F) e Peru (C). Sem vencer a três jogos, a seleção liderada por Messi não tem inspiração. Diferente do seu Papa, a equipe peca dentro de campo, falta apetite pela vitória e o esquema com três zagueiros ainda não mostrou resultado.

A Colômbia enfrentará Paraguai e Peru, duas equipes que ainda sonham com uma vaga. Os peruanos, comandados por Paolo Guerreiro, têm dois confrontos diretos na briga pela classificação: Argentina (F) e Colômbia (C).

Paraguai e Equador são as duas equipes que correm por fora, mas com chances reais. Os equatorianos chegaram a liderar a competição no início, porém a equipe desandou e já são quatro derrotas seguidas, a última diante do Peru (1×2) em casa. Os próximos jogos são contra Chile (F) e Argentina (C). Os paraguaios mantêm o sonho da classificação vivo. Os próximos jogos são: Colômbia (F) e Venezuela (C).

Brasil já classificado e líder mesmo se perder os dois jogos enfrentará: Bolívia (F) e Chile (C).

Os jogos desta semana:

05/10/2017

Bolívia x Brasil

Argentina x Peru

Chile x Equador

Venezuela x Uruguai

Colômbia x Paraguai

10/10/2017

Brasil x Chile

Peru x Colômbia

Uruguai x Bolívia

Paraguai x Venezuela

Equador x Argentina

 

Fontes: Fox; Globoesporte.com

2 Comentários em O sabor das Eliminatórias Sul-Americanas

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*