Operário Ferroviário Esporte Clube: A tradição de um Fantasma

Operário completa 7 anos do acesso para a 1ª divisão do Paranaense. Clube chegou a fechar as portas, mas foi campeão do estado ano passado.

Jogadores do Operário encorporam o Fantasma antes da Final do Paranaense (Foto/Reprodução: Internet)

O Operário Ferroviário Esporte Clube é um clube de origem na cidade de Ponta Grossa, interior do Paraná, e traz consigo algumas peculiaridades que nos remete ao auge do futebol romântico.

O que dizer de um clube que demorou mais de 100 anos para conseguir levantar o seu primeiro título relevante? Sim, o Operário Ferroviário é um desses times folclóricos do cenário nacional que convive diariamente com o apoio de seus torcedores, apaixonados, comprometidos e esperançosos, que mesmo não sendo em grande número, estão sempre empurrando o time alvinegro.

Torcida do Fantasma empurrando o time na famosa 'Curva do Diabo' (Foto/Reprodução: avantefantasma.blogspot.com.br)
Torcida do Fantasma empurrando o time na famosa ‘Curva do Diabo’ (Foto/Reprodução: avantefantasma.blogspot.com.br)

Quando há jogo do Fantasma na cidade de Ponta Grossa, existe a certeza que os mesmos torcedores estarão lá, independente do adversário que for. Tal amor e devoção destes torcedores teve sua recompensa no dia 03 de Maio de 2015, quando o Fantasma acabou se sagrando Campeão Paranaense pela primeira vez na sua história após amargar nada mais nada menos do que 14 vice-campeonatos. Vale lembrar, que tal título veio com um 3 a 0 massacrante na casa do rival Coritiba, no Couto Pereira, após o Fantasma ter vencido o jogo da ida, no Germano Kruger, pelo placar de 2 a 0.

Douglas-Mendes-comemorou-muito-o-título-inédito-do-Operário-Ferroviário
Xerifão da zaga no Título Paranaense, Douglas Mendes faz a festa no Couto (Foto/Reprodução: Clebert Gustavo)

Porém, a vida de um time folclórico e tradicional em suas raízes não costuma ser fácil. No mesmo ano do título paranaense, o alvinegro ficou a um jogo de disputar a Série C de 2016 e enfim ter o tão sonhado calendário cheio, após ter sido eliminado pelo Remo nas quartas de final da Série D. Se não bastasse isso, após sagrar-se Campeão o time acabou sendo rebaixado para a 2° divisão do Campeonato Paranaense na sua edição seguinte. Porém, a tradição foi estendida e o sentimento de esperança de seus torcedores também, principalmente pela campanha honrosa na Copa do Brasil de 2016, quando o time eliminou o Criciúma (time da 2° elite do futebol brasileiro) e fez dois jogos disputados com o Paysandu, chegando a vencer o primeiro por 1 a 0.

Hoje, os torcedores olham com alegria e orgulho para um passado não tão distante, e com maior esperança para o futuro. Se fosse fácil não seria Fantasma, e essa é a história do glorioso Operário Ferroviário Esporte Clube.

 

Texto: Bruno Gabriel (@Um_Vocalista)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*