Os confrontos dos brasileiros na Sul-Americana: Cruzeiro x Nacional-PAR

A BUSCA PELO INÉDITO TÍTULO SUL-AMERICANO

Troféu da Sul-Americana (Reprodução: Internet)
Por Daniel Bravo, MG.

Amigo torcedor, amigo leitor, nesta noite de terça-feira-feira, 04, o estádio do Mineirão irá receber mais um duelo internacional. O jogo valido pela Sul-Americana e será entre Cruzeiro x Nacional-PAR, pela fase inicial da competição. Apesar do momento ruim da equipe paraguaia, o primeiro duelo de dois jogos promete ser disputado e fazer com que o jogo de volta, no Estadio Arsenio Enrico, seja uma batalha pela classificação.

A competição contará com  44 clubes se enfrentando na primeira fase. Na etapa seguinte, 10 times eliminados da Copa Libertadores (os oito terceiros de cada grupo e os dois melhores da fase preliminar) se juntam aos 22 classificados. Desta forma, 32 clubes formam a segunda fase do torneio, que terá novo sorteio de jogos. O sistema continua o mesmo: a Conmebol fará um emparelhamento, dividindo os participantes em 16 duelos. Os melhores avançam até chegar à decisão. O ganhador do troféu jogará a Copa Libertadores, a Copa Suruga Bank (contra o campeão japonês) e a Recopa Sul-Americana em 2018.

31299
Destaque cruzeirense, Arrascaeta é esperança de gols do lado azul. (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

O Cruzeiro chega forte para o duelo contra o Nacional. Invicto em 2017, a equipe de Mano Menezes tem ainda a confiança de quem venceu o maior clássico do estado, Cruzeiro x Atlético, disputado no próprio Mineirão no último sábado (1º de abril). Com alguns desfalques no meio, caso do capitão Henrique e do meia Robinho, além do goleiro Fábio, longe dos gramados há mais de 8 meses, a equipe cruzeirense aposta na força do elenco que vem dando conta do recado.

Rival do Cruzeiro na partida, o Nacional do Paraguai viveu longos 63 anos de jejum do título paraguaio. Jejum encerrado em 2009. Em 2014, chegou de forma surpreendente e histórica à final da Libertadores, mas parou diante do San Lorenzo e deixou o sonho do título para outra oportunidade.
A temporada de 2017 não tem sido satisfatória para a pequena, porém fanática, torcida do Nacional. O clube se encontra na penúltima colocação do Paraguaio, com apenas uma vitória em dez jogos. A vitória veio após a demissão do técnico Ever Almeida, substituído por Roberto Torres.

matias
Apesar de má fase, clube paraguaio tem esperança (Foto: clubnacional.com.py)

Vale lembrar que a participação dos brasileiros se deve por uma mudança no calendário do país, tendo em vista que até ano passado as equipes não podiam disputar a Copa do Brasil e a Sul-Americana ao mesmo tempo.

Pois bem, amigo torcedor, chegou a hora de mais um mata-mata e muitas surpresas podem surgir. Aos times brasileiros o desejo de sorte e atenção redobrada para evitar as sempre incomodas e deprimentes zebras.

Fonte: OTEMPO e SUPERESPORTES

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*