Os confrontos dos brasileiros na Sul-Americana: Ponte Preta x Gimnasia y Esgrima-ARG

Ponte e Gimnasia fazem duelo equilibrado e sonham com a classificação

Por: Vinicius Falavigna, SP
A CL também analisou os outros jogos de hoje: Corinthians, Fluminense, Ponte São Paulo. Confira!

O duelo desta quarta-feira (5) pela primeira fase da Copa Sul-Americana de 2017 vai marcar o encontro dos dois times mais antigos de Brasil e Argentina. Ponte Preta e Gimnasia y Esgrima de La Plata fazem duelo, no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), que promete ser equilibrado, dada a expressão nacional e internacional de cada time. Ambos são do interior de seus países e, ano a ano, batalham como podem nos campeonatos nacionais contra os chamados “grandes” e este torneio pode ser a chance de buscar algo a mais na temporada.

A Sula – carinhosamente apelidada por este que escreve – é a “menina dos olhos” do torcedor pontepretano. Muito por conta de 2013, quando a Macaca chegou à final do torneio e parou justamente em um time argentino, o Lanús. Dois anos mais tarde, voltou a participar, mas com a premissa da diretoria de focar no Brasileirão. Entrou com reservas e deu adeus a competição logo na fase nacional.

Ano passado, a Macaca passou por uma situação curiosa: chegou à fase da Copa do Brasil em que ou ganhava e seguia na competição ou era eliminada e ganhava a vaga nacional na Sul-Americana. A torcida queria o torneio internacional; já os dirigentes, prezavam pelo nacional, já que entrava mais dinheiro nos cofres caso a Ponte fosse passando de fase. No fim, a alvinegra goleou o Figueirense por 5 a 0, em Campinas, e continuou por terras brasileiras. Para este ano, os regulamentos mudaram e foi possível jogar as duas competições. Eliminada na segunda fase da Copa do Brasil, só resta a Sula para a Ponte Preta. E a pressão da torcida é grande por mais uma boa campanha.

ibanez-gimnasia
Ibanez é o jogador mais lúcido do Gimnasia y Esgrima, que preza pelo bom posicionamento defensivo (Foto: Diario Hoy)

Talvez, quando pensamos em La Plata, venha logo à mente o quatro vezes campeão da Libertadores, Estudiantes, que é um dos grandes do país – apesar de não fazer parte do grupo dos “cinco grandes da Argentina”. Pouco se fala do Gimnasia y Esgrima, que ao longo dos anos, não obteve o mesmo sucesso do seu maior rival. Logo, a diferença entre eles é considerável, mas como toda rivalidade argentina é cercada de provocações e grandes disputas entre os hinchas.

O Gimnasia garantiu a vaga à Copa por ter ficado em quinto lugar na Zona 1 do torneio de transição da Primeira Divisão Argentina. E vem ao Brasil embalado por “el sueño sudamericano”, como publicou o diário Hoy, de La Plata. El Lobo, como é conhecido, pode ser considerado um time médio da Argentina, mas que vem de boas campanhas nos últimos anos. No campeonato nacional, está em sétimo lugar, com 30 pontos. Embalou cinco vitórias seguidas após a volta do torneio, que ficou parado por conta da greve dos jogadores e problemas com a AFA. Portanto, prova que o time está embalado e empolgado, o que liga o alerta dos brasileiros. O jogador mais perigoso e a principal alternativa no ataque dos Basureros é Ibanez, artilheiro com cinco gols.

Os números no campeonato argentino mostram que o Gimnasia tem mais características defensivas do que ofensivas. Foram apenas 17 gols em 18 rodadas, o que dá média de menos de um gol por jogo. Por outro lado, sofreram apenas 11 tentos, ou seja, prezam pelo bom posicionamento defensivo. É bem provável que eles entrem fechadinhos, atentos à velocidade do time pontepretano e esperando uma bola para o contra-ataque. Segundo a imprensa hermana, o técnico Gustavo Alfaro deve mandar a campo um 4-5-1, com Martín Arias; Gorga, Romero, Guanini, Oreja; Carrera, Rinaudo, Perdomo, Ibáñez e Alemán; Mazzola.

Assim como os hermanos, a Ponte Preta também vive um bom momento. Depois da chegada do técnico Gilson Kleina, a alvinegra embalou e venceu os três jogos, dois contra os grandes da capital paulista, Palmeiras e Santos. Neste último, jogou com autoridade e venceu de forma categórica, por 1 a 0, garantindo a vantagem do empate no segundo jogo das quartas-de-finais do Campeonato Paulista. Diretoria e treinador sabem que a exigente torcida da Macaca tem uma queda pela Sula. Ser desclassificado logo no início pode trazer sérios problemas a um ambiente que não anda lá muito favorável aos cartolas ultimamente. Uma campanha digna pode trazer tranquilidade para a sequência da temporada.

Com isso em mente, na coletiva após o jogo do último sábado, o comandante pontepretano comentou que vê a competição com bons olhos para manter o embalo. Ele sabe que, jogando primeiro em casa, precisa fazer o resultado. Caso não tenha nenhum problema por fadiga ou possíveis lesões, Kleina deve mandar força máxima. Pensando em alternativas táticas, fica a expectativa para a reestreia de Renato Cajá nos titulares. O provável time deve ser: Aranha; Nino Paraíba, Yago, Marllon e Reynaldo (substituindo Artur); Fernando Bob, Elton, Jádson (Renato Cajá); Clayson, Lucca e Pottker.

Semelhanças
Ponte Preta e Gimnasia y Esgrima são times com algumas particularidades em comum. A começar pela alcunha de “time mais antigo”, cada um de seu respectivo país. A Macaca vai completar em agosto seu 117º aniversário, enquanto El Lobo para o 130º. Ambos sofrem pela falta de títulos de expressão. A Nêga Veia continua na busca por um título que encha os torcedores de orgulho, enquanto os argentinos possuem dois: Campeão Argentino, em 1929 e da Copa Centenário, em 1993.

Tanto Ponte quanto Gimnasia tem raízes no interior, portanto, sofrem quando o assunto é brigar contra os principais times do país. Entretanto, ambos são conhecidos por sua torcida de massa, apaixonada e que costuma incomodar. Estádios acanhados, mas que oferecem resistência aos gigantes.

O duelo promete ser interessante. É a grande oportunidade para Ponte Preta e Gimnasia de buscarem o algo a mais na temporada. São nessas competições de mata-mata que o estilo copeiro, tanto usado por brasileiros e argentinos, precisa aparecer.

Fonte: Diario Hoy, Futebol Portenho, Site Oficial Gimnasia y Esgrima

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*