Os confrontos dos brasileiros na Sul-Americana: São Paulo x Defensa y Justicia

O inicio da caminhada tricolor pelo continente

Lucas, segurando o troféu da primeira conquista do tricolor na Copa (Foto:Reprodução/futerock)
Por: Jean Costa, RS e Lucas Bastos Gabriel, SC
A CL também analisou os outros jogos de hoje: Corinthians, Fluminense Ponte. Confira!

Mais uma caminhada pelo continente começa para o Tricolor do Morumbi. O time da fé começará seu percurso na competição continental contra o desconhecido Defensa y Justicia-ARG.

O São Paulo Futebol Clube conseguiu a classificação para a Copa Sul-Americana por meio do campeonato nacional, terminando a competição na 10ª colocação. Apesar do ano de 2016 ter sido muito difícil, com saída do técnico e dos principais jogadores do elenco, entre eles Ganso e Calleri, o Soberano soube garantir a classificação para a Copa.

O capitão virou comandante, O mito agora é técnico do tricolor (Foto:Djalma Vassao/Gazeta Press)
O capitão da conquista de 2012, virou comandante. O mito agora é técnico do tricolor (Foto:Djalma Vassao/Gazeta Press)

Em 2017 os comandados por Rogério Ceni têm a missão de alcançar o bicampeonato da competição. Em 2012, veio a primeira conquista, diante de um jogo polêmico contra o Tigres-ARG. O duelo acabou no intervalo por causa das cenas lamentáveis que ocorreram na saída dos argentinos para o vestiário.

Neste ano, o elenco paulista vem reforçado. Pode-se dizer que o time melhorou muito em comparação com o ano passado. Os reforços são: Sidão, Neilton, Wellington Nem, Cícero e destaques para Jucilei e o goleador Lucas Pratto que dão outro patamar aos onze iniciais do São Paulo.

O principal reforço do tricolor paulista: Lucas Pratto (Foto: Maurício Rummens / Agência Lancepress!)
O principal reforço do tricolor paulista: Lucas Pratto (Foto: Maurício Rummens / Agência Lancepress!)

O adversário

O Club Social y Deportivo Defensa y Justicia, da cidade de Florencio Varela, da Província de Buenos Aires, é uma equipe pouca conhecida dos brasileiros, mas que promete dar trabalho para o tricolor paulista na primeira fase da Sul-Americana. O clube foi fundado no dia 20 de março de 1935, mas acabou tendo que esperar até 1977 para fazer sua estréia na Primera D Metropolitana. A equipe fez rápidos progressos para conquistar a promoção para Primera C Metropolitana em 1982, e para a Primera B Metropolitana em 1985. Em 1986, finalmente sua primeira competição a nível nacional, Argentina Nacional B.

Seus jogos em casa são disputados no Estádio Norberto “Tito” Tomaghello, que tinha 8.000 lugares antes da reformulação. Hoje, o local tem capacidade para 20.ooo torcedores. O Defensa é o atual clube de Jonás Gutiérrez. O volante que precisou vencer um câncer no testículo esquerdo e após se recuperar totalmente, teve papel crucial para evitar o rebaixamento do Newcastle-ING e ainda assim foi chutado pelo clube. Após sair da Liga Inglesa, o meio-campista ainda jogou pelo La Coruña-ESP.

Após período difícil, o volante Gutiérrez busca recuperar a melhor forma em terras argentinas (Foto: Guillermo Rodriguez Adami)
Após período difícil, o volante Gutiérrez busca recuperar a melhor forma em terras argentinas (Foto: Guillermo Rodriguez Adami)

A equipe é comandada por Sebastián Beccacece, de 36 anos, que ficou conhecido por ter sido o principal auxiliar de Jorge Sampaoli ao longo de 13 anos. O atual treinador do Defensa y Justicia-ARG trabalhou com o ex-companheiro em diversos clubes do futebol peruano, como Coronel Bolognesi-PER e o Sporting Cristal-PER. Passando também pelo futebol equatoriano, no Emelec-EQU. No Chile, eles trabalharam no O’Higgins-CHI e na Universidad de Chile. Isso sem contar o trabalho na Seleção Chilena.

No final de 2015, Beccacece deixou de ser auxiliar para alçar voo como técnico. O primeiro trabalho foi na Universidad de Chile, porém, sem sucesso. Há pouco mais dois meses chegou ao Defensa y Justicia-ARG para dar prosseguimento a carreira. Além do conhecido Jonás Gutiérrez, o treinador da equipe argentina conta com outros dois jogadores que merecem atenção especial. O zagueiro Alexander Barboza, de 21 anos, e o atacante Nicolás Stefanelli, de 22 anos. Jóias da equipe que prometem fazer confrontos complicados com o São Paulo.

 Torcida argentina promete infernizar os ouvidos são-paulinos durante os primeiros 90 minutos (Foto: Reprodução/Agenhoy.com)
Torcida argentina promete infernizar os ouvidos são-paulinos durante os primeiros 90 minutos (Foto: Reprodução/Agenhoy.com)

O fato é que independentemente de investimento, estrutura e elenco, a equipe argentina não é nenhuma galinha morta e sabe jogar este tipo de competição. A equipe paulista é favorita para os confrontos, mas é bom tomar cuidado. Não se menospreza adversário.

Fontes: Goal.com, globoesporte.com, transfermarket.com.uk e conmebol.com 

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Os confrontos dos brasileiros na Sul-Americana: Ponte Preta x Gimnasia y Esgrima-ARG - Cenas Lamentáveis

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*