POR 0x2 SJO – Portuguesa-RJ cai diante do São José-RS e perde chance de subir na tabela

(Foto: Reprodução/Twitter/FutRio)

Uma coisa que todo fã de futebol já teve de explicar para um leigo era a motivação para acompanhar pelejas alternativas. Nunca houve resposta clara, até porque o futebol não é uma ciência exata e cada vez que a bola rola nos gramados do mundo teremos um roteiro peculiar a se desenhar. O embate entre Portuguesa-RJ e São José-RS pela Série D foi desses embates com singularidades.

A Portuguesa carioca é daqueles times simpáticos, os quais não tem como fazer qualquer objeção. Foi o primeiro clube brasileiro a fazer uma excursão para a União Soviética, já venceram o Real Madrid (sim, é verídico), contaram com Garrincha em fim de carreira no plantel. Ou seja, tais fatores históricos fazem qualquer fã de futebol alternativo alimentar uma torcida pelo sucesso da equipe sediada da Ilha do Governador. E, assim, veio a motivação maior para abrir a tarde futebolística do domingo com um confronto da Série D do Brasileirão.

O confronto se desenhava favorável para a Lusinha. O estádio Luso-Brasileiro era reinaugurado, elenco completo à disposição do treinador, o adversário era o lanterna da chave e, devido ao empate entre Vila Nova-MG e São Bento, uma vitória colocaria os cariocas na liderança do grupo A14. Apesar do roteiro com final esperado, o nosso interesse por estes embates tidos como de baixo nível técnico (QUE DEUS PERDOE ESTES ANALISTAS RUINS) vem justamente pela imprevisibilidade da mesma.

Dentro de campo, não aconteceu nada conforme o esperado. Início truncado, mas as melhores chances eram do São José, tanto que o arqueiro Luciano já começava a viver a sua tarde de santo milagreiro. E os gaúchos iam atuando como se fossem os favoritos, mandavam no jogo e inauguraram o marcador ainda na etapa inicial com Éder.

Na volta do intervalo, a atuação da Portuguesa era tão apática que o técnico promoveu duas substituições de cara, gerando um ânimo novo. Levaram perigo, esboçaram uma pressão, mas as canchas alternativas permitem que tudo pode acontecer a qualquer momento e, como foi a imprevisibilidade ditava as coisas, não deu outra do que um novo gol dos visitantes, dessa vez com Carrilho, para matar o jogo de vez, que ainda contaria com a Lusa fazendo um pênalti, defendido por Luciano que evitou um vexame maior.

No fim das contas, uma tarde que tinha tudo para ser favorável para um, terminou favorável para o outro. A Portuguesa que poderia virar líder termina a rodada na lanterna. O São José, antes tido como morto, entra em campo na próxima semana vivíssimo na briga por uma vaga na próxima fase.

Há ainda quem duvide das emoções do futebol alternativo…

Texto: Felipe Ferreira (@felipepf)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*