SAN 3 x 0 SÃO: No Clássico da Paz, Santos atropela São Paulo e crava vaga no G-4

Com direito a golaço de falta no fim do jogo, Lucas Lima tem atuação de gala e leva Santos ao G-4

São Paulo foi amplamente dominado por um Santos avassalador (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Um público de aproximadamente 25 mil pessoas empurrou um Santos avassalador diante de um São Paulo misto, desorganizado e fraco, na tarde deste domingo (26), no estádio do Pacaembu. O chamado “Clássico da Paz” só teve um time nas arquibancadas e também no gramado. Liderado pelo craque Lucas Lima em uma tarde iluminada, o Peixe atropelou o tricolor paulista, por 3 a 0, e cravou sua vaga no G-4 do Brasileirão.

Com uma proposta de ataques rápidos e objetivos, a equipe da baixada abriu o marcador logo aos 40 segundos de partida. Após aproveitar a falha do goleiro Dênis na finalização de Thiago Maia, o garoto Vitor Bueno marcou o seu quinto gol no campeonato e foi para os braços da torcida. O gol relâmpago assustou os tricolores, que ficaram desorganizados no meio-campo dominado pelo volante Renato, que ditava o ritmo do jogo.

A equipe santista seguiu aproveitando os pontos fracos do São Paulo em jogadas rápidas pelas pontas, onde Caramelo e Matheus Reis permitiam investidas de ataques. O Peixe ampliou o placar aos 38 minutos com o centro-avante Rodrigão, que aproveitou a desatenção de Lugano e Caramelo após um cruzamento rasteiro do lateral Victor Ferraz na linha de fundo. Destaque para Lucas Lima e Victor Bueno, que construíram o gol após uma simples tabela em cima de um Matheus Reis perdido e sem cobertura.

Na segunda etapa, os Meninos da Vila voltaram mais pragmáticos, segurando as raras investidas são-paulinas que, em sua maioria, surgiam de bolas alçadas na área e escanteios. Sentido a ausência de Paulo Henrique Ganso, Calleri ficava mais uma vez isolado e inofensivo. A opção do argentino Edgardo Bauza em deixar o atacante Ytalo mais recuado, assim como fez na vitória contra o Cruzeiro no Mineirão, não surtiu efeito.

O domínio absoluto do Santos foi traduzido nas estatísticas da partida. Enquanto o São Paulo trocou 251 passes, o time de Dorival Júnior quase duplicou esse número, com 477. A posse de bola de quase 60% refletiu o jogo de um time só. O time da Vila ditou o ritmo e controlou a partida até o fim, quando a estrela Lucas Lima teve sua atuação coroada com um belíssimo gol de falta aos 44 minutos da etapa complementar.

Final de partida: Santos três, São Paulo zero. O peixe chega à 3ª colocação e entra de vez no pelotão da frente, que vai sumindo das vistas do São Paulo, estacionado nos 15 pontos.

 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 x 0 SÃO PAULO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 26 de junho de 2016, domingo
Horário: 16h (de

Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Cartões amarelos: Lucas Lima, Gabriel (SAN); Calleri, Hudson, Lugano (SAO)
Cartão vermelho: Lugano (SAO)

Gols: Vitor Bueno; Rodrigão e Lucas Lima (SAN)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Zeca; Renato, Thiago Maia (Caju), Lucas Lima (Jean Mota) e Vitor Bueno (Yuri); Gabriel e Rodrigão.
Técnico: Dorival Junior

SÃO PAULO: Denis; Caramelo, Maicon, Lugano e Matheus Reis; João Schmidt, Artur (Hudson), Luiz Araújo (Carlinhos) e Michel Bastos; Calleri e Ytalo (Daniel).
Técnico: Edgardo Bauza

Público: 24.830 total
Renda: R$862.720,00

 

Texto: Mathews Moura

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*