Série C: É hora da verdade

QUEM É QUE SOBE?

Confrontos que definirão os quatro clubes que subirão para a Série B [Arte: Cassio Zirpoli]
Por Honorato Vieira, CE e Jean Costa, RS

A Série C do Brasileirão está chegando à reta final para definir as quatro equipes que subirão de divisão em 2018. Após 180 jogos, 397 gols e muitas cenas lamentáveis, a terceira divisão do nosso país com proporções continentais chegou ao mata-mata para mostrar ao Brasil oito jogos frenéticos e de muita emoção.

No Grupo A, formado por equipes do Norte e Nordeste do país, Sampaio Corrêa, CSA, Fortaleza e Confiança passaram de fase. Os rebaixados foram Moto Club e ASA. A última rodada foi insana. Várias equipes tinham a possibilidade de se classificar e a briga contra o descenso também estava parelha. A cada gol que acontecia, as posições mudavam. E foi assim até os minutos finais quando o Confiança garantiu a vaga após brigar para não cair durante todo o certame.

No Grupo B, formado por agremiações do Sul e Sudeste do Brasil, São Bento, Tupi, Tombense e Volta Redonda avançaram para as quartas de final do torneio. Macaé e Mogi Mirim irão disputar a Série D em 2018. Como no outro grupo, a rodada final foi de fortes emoções. Várias equipes com a possibilidade de classificação, também, então um gol mexia com tudo. O Volta Redonda foi derrotado pelo São Bento, em São Paulo, e precisou do saldo de gols para passar. O Voltaço se classificou com 25 pontos e sete gols de saldo, enquanto Joinville e Botafogo-SP tiveram a mesma pontuação, mas um saldo de cinco. O JEC goleou o Mogi Mirim por 8 a 1 e o Fogo sapecou 5 a 3 no Ypiranga-RS.

Confrontos

Volta Redonda x Sampaio Corrêa

O duelo entre maranhenses e cariocas é um pouco peculiar. O Voltaço ainda não perdeu dentro de casa, enquanto a Bolívia Querida tem a melhor campanha como visitante. O Volta Redonda fez nove confrontos no Raulino de Oliveira, venceu cinco e empatou quatro. Foram 14 gols marcados e apenas três sofridos. Por outro lado, o Sampaio Corrêa é disparado o melhor visitante da Série C com apenas uma derrota, sofrida para o Fortaleza, por 3 x 0. Foram nove partidas, cinco vitórias, três empates e o já dito revés sofrido diante dos cearenses.

As duas equipes têm o melhor ataque da Série C, com 24 gols marcados, mas os cariocas tomaram menos que os maranhenses: 17 contra 20.

Em casa, com a força da sua torcida, o Sampaio pontuou menos que fora: foram quatro vitórias, dois empates e três derrotas. Enquanto o Volta Redonda, como visitante, venceu apenas uma vez, empatou outras três vezes e saiu derrotado em cinco oportunidades.

Os destaques das equipes são dois atacantes que já balançaram as redes em sete oportunidades cada. Isac, para a Bolívia Querida e David, para o Voltaço.

Fortaleza x Tupi

Pela 8ª temporada consecutiva, o Fortaleza disputa a Série C e este ano tem uma pressão ainda maior: seu centenário. O clube cearense completará 100 anos em 2018 e quer salvar seu calendário com o acesso em 2017. No próximo ano, a equipe não terá a Copa do Nordeste e vive um indefinição sobre a Copa do Brasil. O Leão tem de ser campeão da Taça Fares Lopes para garantir uma vaga na competição nacional.

Voltando a falar da Série C, o Tricolor de Aço passou por alguns perrengues na competição. Após um primeiro turno quase perfeito sob o comando de Paulo Bonamigo, o plantel desandou e viu sua classificação ameaçada ao viver uma péssima fase no returno. A vaga só veio na última rodada e de forma dramática. Com um Castelão recebendo mais de 30 mil tricolores, o Fortaleza venceu o Moto Club por 1 a 0 com um belo gol de Ronny. Foram 27 pontos conquistados sendo sete vitórias, seis empates e cinco derrotas. O ponto positivo do time cearense na competição foi a defesa com a terceira melhor do torneio com 15 gols tomados.

No lado mineiro, a classificação veio com mais tranquilidade. O Tupi sempre se manteve entre os quatro primeiros do Grupo B, mas vem de três jogos sem vitórias. A reta final preocupa, mas a consistência demonstrada ao longo da competição traz a confiança para a equipe acreditar no acesso. O time de Minas Gerais somou 28 pontos: sete vitórias, sete empates e quatro derrotas com vinte e um gols marcados e dezoito sofridos.  A vice-liderança deu a chance da equipe decidir em casa.

Tombense x CSA

Dono da segunda melhor campanha geral e vice-líder do Grupo A com a mesma pontuação do Sampaio Corrêa-MA, o CSA-AL por um triz não terminou a fase de grupos na liderança geral. A equipe empatou com o Cuiabá-MT por 1 a 1 na última rodada, assim igualando os maranhenses na pontuação. Os alagoanos saíram perdendo, mas empataram no segundo tempo e partiram para cima do adversário. A boa atuação do goleiro na Arena Pantanal evitou que o Azulão do Mangue alcançasse a primeira colocação. Mas vamos aos números do time na competição. Foram oito vitórias do CSA, sendo seis delas dentro do Rei Pelé. O alvi-celeste se destaca na Série C 2017 também por ser quem menos perdeu ao longo das 18 partidas que aconteceram até então. Foram duas derrotas, uma para o Botafogo-PB e outra para o Confiança-ES, ambas longe de casa. Além disso, o time azul e branco empatou outras oito vezes, fechando a primeira fase com 59,3% de aproveitamento, 21 gols marcados e 12 sofridos. Os números da defesa só não superam os do São Bento, mas, para a reta final em busca de uma vaga na Série B, o clube de Maceió não contará mais com o zagueiro Thales, um dos destaques do setor, que voltará para o Internacional-RS.

Buscando o acesso a Série B pela primeira vez em sua história, o Tombense-MG entra no mata-mata apostando no bom retrospecto em casa ao longo do campeonato. De suas seis vitórias, cinco foram dentro de casa. O time mineiro ainda empatou outras quatro partidas nos seus domínios, estando invicto até então em Tombos. Já longe das terras do pão de queijo a coisa muda. O único triunfo da equipe vermelha e branca foi no Rio Grande do Sul contra o Ypiranga de Erechim. A campanha na fase de grupos foi de 48,1%, com seis vitórias, oito empates, quatro derrotas, 19 gols feitos e outros 17 sofridos ao longo da competição. O bom retrospecto dentro de casa também passa pelos pés do artilheiro Max, que marcou oito vezes até aqui. O centroavante foi expulso contra o Macaé-RJ e será o grande desfalque da equipe contra o CSA de Alagoas.

Confiança x São Bento

Um duelo de azuis marca o quarto e último confronto das quartas da Série C 2017. Terceira melhor campanha geral e líder do Grupo B, o Azulão Sorocabano terá pela frente o Confiança-SE na briga por uma vaga na Série B 2018. Com 57,4% de aproveitamento na fase de grupos, o time de Sorocaba conquistou 31 pontos em 18 partidas, sendo oito vitórias, sete empates e três derrotas. A equipe interiorana só não perdeu menos que o CSA de Alagoas. O São Bento-SP vem as quartas de final como dono da melhor defesa de toda a competição, tendo sofrido apenas 10 gols ao longo de 18 rodadas. O Bentão marcou 20 gols no Campeonato Brasileiro até então, fechando a campanha com 57,4% de aproveitamento.

Dono de uma reviravolta pra lá de empolgante na fase de grupos da Série C deste ano, o Confiança, classificado como quarto melhor time do Grupo A, somou 25 pontos na primeira fase, com seis vitórias, sete empates e cinco derrotas. Da pontuação conquistada na primeira parte do campeonato, 12 foram nas últimas quatro rodadas. A equipe brigava para não cair e acabou garantindo a última vaga na 18ª rodada. Com 46,3% de aproveitamento, os sergipanos, diferentemente dos rivais de São Paulo, vem para o duelo como a pior defesa de seu grupo – 25 gols sofridos. Para se ter noção, até mesmo os goleiros dos rebaixados ASA – 23 e Moto Club – 20 tiveram que buscar a bola nas redes menos vezes. O Dragão do Bairro Industrial marcou 23 vezes ao longo de rodadas e vai para o mata-mata como o único time com saldo negativo.

O São Bento-SP decide a vaga na semi e consequentemente na Série B dentro de casa, no Walter Ribeiro, trazendo um leve favoritismo diante do rival. Mas, como não existem mais bobos no futebol e a sequência avassaladora do Confiança-SE nas últimas rodadas provou isso, os confrontos entre os azuis prometem ser de grande equilíbrio.

seriec2

Quem sobe para a Série B?

Fontes: Globo Esporte, Futebol Cearense, CBF, Revista Série Z

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*