STA 2 x 3 VAS – Vasco vence Santa Cruz no Arruda e está nas oitavas

Com grande atuação de Andrezinho, time carioca supera ausência de Nenê e vence em Recife

Andrezinho comemora com os companheiros: meia foi o melhor jogador da partida (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)
Andrezinho comemora com os companheiros: meia foi o melhor jogador da partida (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Em jogo agitado na noite desta quarta (21) o Vasco venceu o Santa Cruz por 3 a 2 no estádio do Arruda, em Recife, no jogo de volta pela terceira fase da Copa do Brasil. O primeiro confronto entre as duas equipes, na semana passada em São Januário, terminou empatado em 1 a 1. Por isso, o cruzmaltino vence por 4 a 3 no placar agregado e se classifica para as oitavas-de-final da competição.

Os principais jogadores das duas equipes não jogaram: pelo Vasco, Nenê ficou de fora por conta de uma lesão muscular na coxa direita. Pelo Santa Cruz, Grafite foi poupado pelo técnico Milton Mendes, que escalou um time misto para enfrentar os cariocas. Além deles, o zagueiro vascaíno Luan também não participou da partida por estar servindo à Seleção Olímpica.

O jogo começou muito disputado, mas sem grandes chances para nenhum dos dois lados, principalmente pelos desfalques. A importância do jogo, de valer uma vaga, também elevou a tensão e diminuiu o nível técnico. No entanto, após os 15 minutos iniciais, a partida apresentou algumas questões interessantes, como a variação tática do Santa Cruz: com a bola, o zagueiro Wellington virava volante, saindo para o jogo. Como é usual, as equipes passaram boa parte do primeiro tempo se estudando, percebendo tais variáveis, até com receio de se exporem demais e acabarem tomando um gol do adversário.

Até os 30 minutos, o Santinha dominou o meio campo. O time chegava ao gol do Vasco principalmente com o atacante Keno, principal destaque, sempre pelo lado esquerdo do ataque pernambucano. Porém, o domínio de território não se transformou em chances reais de gol. O Vasco chegava menos mas, no entanto, com mais perigo. Como aos 31 minutos, quando uma cobrança de falta do zagueiro e capitão Rodrigo (salve, Érico) foi defendida pelo goleiro Tiago Cardoso, o melhor do Santa Cruz em campo no primeiro tempo.

A queda no ritmo do Santa Cruz, que antes marcava forte no campo de ataque, fez com que o Vasco aumentasse o número de chegadas ao gol pernambucano. Só que, aos 42 minutos, o Santa teve uma ótima chance após uma antecipação errada de Jomar, que Leandrinho desperdiçou.

Assim, o primeiro tempo foi de um jogo bastante nervoso, com erros dos dois lados, aonde o Vasco não conseguia tocar a bola com facilidade por conta da fortíssima marcação do Santinha. O time pernambucano, por sua vez, não teve a criatividade necessária para vencer o uruguaio Martín Silva.

Madson deixa Tiago Costa para trás: o Vasco está nas oitavas (Foto: Carlos Gregório Jr/Site Oficial do C. R. Vasco da Gama)
Madson deixa Tiago Costa para trás: o Vasco está nas oitavas (Foto: Carlos Gregório Jr/Site Oficial do C. R. Vasco da Gama)

O segundo tempo começou bem mais movimentado, com times mais abertos e mais velocidade. Aí, não teve jeito: aos seis minutos, Júlio César fez boa jogada pela esquerda e cruzou. A bola rebateu na zaga e sobrou para Andrezinho, o melhor jogador da partida, que dominou e chutou sem chances para o goleiro Tiago Cardoso. Estava aberto o placar no Mundão do Arruda: 1 a 0 para o Vasco.

Após o gol, o jogo voltou à temperatura morna que teve durante a maior parte do primeiro tempo. A partir daí, o Vasco, que se classificava por conta do placar agregado de 2 a 1, passou a tocar a bola com mais tranquilidade, administrando o jogo. Até que chegou ao segundo gol, aos 19 minutos: o garoto Evander, que fez uma ótima partida, foi até a linha de fundo e cruzou para trás. A bola saiu da área e encontrou Yago Pikachu, que fuzilou, vencendo o goleiro Tiago Cardoso: 2 a 0 para o cruzmaltino.

Mantendo a alta eletricidade desse momento do jogo, o Santa Cruz diminuiu o placar com o ótimo Keno, que cabeceou e venceu Martín Silva: 2 a 1. Com este gol, o Coral passou a depender de mais dois gols para se classificar para a próxima fase da competição, o que forçou a equipe a atacar mais. O Vasco, que tem em seu elenco jogadores experientes, segurava a bola e tentava fazer o tempo passar, sem ameaçar de maneira decisiva o gol da equipe pernambucana.

Foi assim até os 45 minutos porque, depois disso, o jogo ficou animado de novo. Aos 48, após lançamento primoroso de Andrezinho, Jorge Henrique chegou para dividir com o goleiro Tiago Cardoso que, indeciso, deixou o atacante vascaíno se antecipar e completar prum gol vazio. O terceiro gol selou a classificação do Vasco. Ato contínuo, em uma jogada de escanteio, a zaga do Vasco falhou e Arthur descontou para o Santa Cruz. Mas era tarde demais. Após o apito final, o volante Derley se envolveu em uma confusão com Diguinho e foi expulso. Houve um princípio de cenas lamentáveis mas não se concretizou. Fim de jogo: 3 a 2 para a equipe carioca.

Assim, o Santa Cruz é eliminado da Copa do Brasil, mas o revés classifica o time para a Copa Sul-Americana. O jogo de estreia na competição será um clássico contra o Sport. Já o Vasco, classificado para as oitavas-de-final da competição mata-mata (gostamos!) nacional, segue firme na única chance que tem nesta temporada de se classificar para a Taça Libertadores da América, já que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

COPA DO BRASIL

SANTA CRUZ 2 x 3 VASCO

Local: Estádio do Arruda, Recife (PE)

Data: 20 de julho de 2016

Horário: 21h45 (Horário de Brasília)

Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)

Auxiliares: Marcus Vinicius Gomes (MG) e Flavio Gomes Barroca (RN)

Cartões Amarelos: Marcelo Mattos (VAS), Vitor (STA), Néris (STA), Derley (STA), Keno (STA), Marcinho (STA) e Diguinho (VAS)

Cartão Vermelho: Derley (STA)

Gols: Andrezinho (VAS – 6 min – 2°T), Yago Pikachu (VAS – 19 min – 2°T), Keno (STA – 23 min – 2°T), Jorge Henrique (VAS – 48 min – 2ºT) e Arthur (STA – 49 min – 2ºT)

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Néris (João Paulo), Danny Morais e Wellington; Vitor, Derley, Marcílio (Arthur), Leandrinho (Marcinho) e Tiago Costa; Keno e Bruno Moraes.
Técnico: Milton Mendes

VASCO: Martín Silva; Madson, Rodrigo, Jomar e Júlio César; Marcelo Mattos (Diguinho), Yago Pikachu (Julio dos Santos), Andrezinho e Evander (William); Jorge Henrique e Thalles.
Técnico: Jorginho

Público: 14.264 presentes

Renda: R$ 132.525,00

Texto: Marcelo David (@marcelod82)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*