XV de Jaú: O time com média de torcida de dar inveja aos grandes do Brasil

O Galo da Comarca agita a vida do torcedor no interior de São Paulo

Jogadores comemoram com a Torcida do Galo da Comarca (Foto: Reprodução/XV de Jaú)

Em tempos de modernização dos estádios por todo o planeta, o padrão FIFA não impera no interior de São Paulo, onde, em sua maioria, os estádios ainda convivem com as arquibancadas em cimento, poucas partes cobertas, gritos de vendedores de pipoca e amendoim junto com uma torcida apaixonada que preza pelo futebol brigado para subir ainda mais o tom de voz para empurrar o seu time que, pode não disputar o mais vistoso campeonato, mas sempre apresentou um dos maiores shows futebolísticos já vividos no Brasil.

Isso acontece em Jaú, localizado a 290km de distância da capital paulista e 120 mil habitantes, cidade do XV de Jaú, clube formado num encontro de amigos num bar, no dia 15 de Novembro de 1924, traz histórias e momentos inesquecíveis para o futebol brasileiro. Equipe que já teve nomes como o Campeão Mundial Dino Sani, o Penta Campeão Edmilson, Marolla (ex-Seleção Brasileira), Alfinete (ex-Grêmio), França (ex-São Paulo), Wilson Mano (ex-Corinthians), Sonny Anderson (ex-Barcelona), Sangaletti (ex-Corinthians), Claudecir (ex-São Caetano e Palmeiras), Ralf (ex-Corinthians), Finazzi (ex-Corinthians), entre outros.

XV de Jaú no Zezinho Magalhães. (Reprodução/XV de Jaú)
XV de Jaú no Zezinho Magalhães (Foto: Reprodução/XV de Jaú)

Do possível mito de Pelé não ter passado na peneira promovida pelo clube antes do mesmo ir para o clube praiano onde fez sua história até ser um clube com média de público em 2016, maior que muitos clubes que disputam a Série A, B e C do Brasileirão. O Galo da Comarca, como é chamado pelos seus torcedores, que depois de um ano de hiato de disputas profissionais por motivos de dívida financeira, em 2016 voltou a disputar a Série B do Campeonato Paulista, o mesmo que a 4ª divisão do campeonato.

A divisão que é conhecida por não ter grandes públicos em seus jogos tem o time verde e amarelo tem sido exceção desse dito. Tendo o Estádio Zezinho Magalhães, como sua casa desde 1971, tem capacidade, hoje, para 12.978 pessoas, e tem uma média de mais de 4.500 pessoas nos seis jogos que fez em casa até então no campeonato e empurrou a equipe que esta invicta dentro de seus domínios com cinco vitórias e um empate, e ajudou na classificação antecipada para a próxima fase do campeonato. Aliás, média essa que pode aumentar, pois o Galo ainda tem mais um jogo em casa no decorrer da primeira fase.

Assistir o Galo da Comarca é tradição em família. (Reprodução/XV de Jaú)
Assistir o Galo da Comarca é tradição em família (Foto: Reprodução/XV de Jaú)

Torcida essa que dá inveja para muitos clubes que disputam os maiores campeonatos do Brasil, como por exemplo, o América-MG na Série A do Brasileiro, que tem média de menos de 2.700 pessoas por jogo e fica muito próxima da média de torcida da Ponte Preta, outra equipe da Série A brasileira. Clube que está no G-4 da Série B do Brasileirão, como o Atlético-GO, chega a ter metade da média total do Galo da Comarca, sem contar clubes de grande tradição no nosso futebol, como o Guarani e Portuguesa que têm média de 2.700 e 1.900 pessoas respectivamente e disputam a Série C do Nacional. Time da mesma região que o XV, o Oeste de Itápolis que disputa a Série B do Brasileiro, que depois de fazer uma parceira com o Audax de Osasco, leva seus jogos para longe de sua cidade natal tem média menor que o clube jauense.

Para se ter uma ideia dessa grande média, na última partida no Zezinho Magalhães do XV contra a Associação Esportiva Araçatuba, no dia 26 de Junho, o jogo teve 6.156 espectadores. Número esse que, contando todas as 64 partidas das quatro divisões do Campeonato Brasileiro e mais 16 jogos da segunda divisão paulista, num total de 80 jogos, a partida foi o 15º maior público do Brasil. O contraste do público na divisão também é nítido, pois, na mesma rodada, o segundo maior público da Segundona foi na partida entre Portuguesa Santista e Mauaense, com 678 presentes.

O orgulho jauense. (Reprodução/XV de Jaú)
O orgulho jauense (Foto: Reprodução/XV de Jaú)

 

Clube que já participou da primeiro divisão tanto do Brasileiro quanto do Paulista por muitos anos em sua época de glória, hoje tem como grande aliado a sua torcida que movimenta as manhãs de domingo da cidade para voltar a viver esses tempos que traz muito orgulho e nostalgia para o público interiorano. Podemos dizer que o XV de Jaú respira futebol.

 

Texto: Max Galli

3 Comentários em XV de Jaú: O time com média de torcida de dar inveja aos grandes do Brasil

  1. Que legal.. Esses dois em primeiro plano na foto são meu pai e meu filho alguns anos atrás – uns 9 ou 10. Isso mostra que o grande público no estádio vem de muito tempo. Não é um caso isolado de 2016.
    Meu garoto já está com 17 anos. Na foto, tinha uns 7 ou 8.

  2. Vcs esqueceram de falar de Kazu, o maior jogador da história do futebol Japonês q começou a jogar no XV de Jahu.
    Ao longo de toda a sua existência o XV de Jaú é reconhecido como um dos maiores celeiros de craques de todo o Brasil. A força de suas categorias de base é o motor das grandes conquistas e campanhas do Galo da Comarca.

    Abaixo uma pequena lista das principais revelações:

    Sormani (ponta… Santos, Milan e Seleção Italiana)
    Dino Sani (volante… Boca Juniors, São Paulo, Milan)
    Carlos Silva (meia… Santos e Ponte)
    Toninho (meia… Portuguesa e Vasco)
    Américo Murollo (ponta… Flamengo e Palmeiras)
    Marolla (goleiro… Santos e Seleção Brasileira)
    Wilson Mano (zagueiro…Corinthians, Bahia e futebol japonês)
    Alfinete (lateral-direito…Corinthians e Grêmio)
    Sonny Anderson (atacante… Barcelona, Lyon e Seleção Brasileira)
    Andrei (zagueiro…Palmeiras, Santos, Fluminense, Atlético de Madri e seleção brasileira)
    Edmilson (volante… Lyon, Barcelona e Seleção Brasileira)
    França (atacante… São Paulo, Bayer Leverkusen, Japão e Seleção Brasileira)
    Edu (atacante… Celta de Vigo, Bétis e Internacional)
    Nilson (centroavante… Inter, Grêmio, Flamengo, Corinthians, Palmeiras e Seleção Brasileira)
    Kazu (atacante… Santos, Coritiba e Seleção Japonesa)
    Daniel Marques (zagueiro…Palmeiras e Paraná Clube)
    Ralf (volante…Cortinthians e Seleção Brasileira)
    Leandro Castán (zagueiro…Corinthians e Roma)
    Afonsinho (meia…Botafogo)
    Nelson Ricardo Lopes (Lateral Direito…Internacional)
    Dú Lopes (zagueiro…Portuguesa, Sport recife e Vitória)
    Sangaletti (zagueiro/volante…Corinthians, Naútico e Internacional)
    Neto (Atacante…Santos, Juventus-Sp)

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*