XV de Piracicaba – A torcida mais caipira do mundo

O sotaque caipira é destaque da torcida do XV de Piracicaba

A torcida quinzeana empurra uma das mais carismáticas equipes do Brasil. (Foto: Matheus Roncato)
Por: Max Galli, SP

A equipe do XV de Novembro, da cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, pode se sentir privilegiada por ter uma torcida apaixonada que não esquece suas tradições e que leva o nome do time por onde passam. Desde das épocas áureas do time quando participou por três vezes da principal divisão nacional, quando chegou ao vice-campeonato Paulista, em 1976, ou quando conquistou o título da Série C do Brasileiro, em 1995, como também nos momentos de decadência quando ficou 17 anos fora da elite do estadual, a sua torcida apaixonada nunca abandonou o saudoso XV de Piracicaba.

Apreciadores da vida pacata do interior, nada melhor do que levar a vida caipira para o mundo do futebol, peça transmitida pelo seu mascote, o “Nhô Quim”, diminutivo de Senhor Quinze, criado por ideia do redator-chefe da A Gazeta Esportiva, Thomaz Mazzoni, o mesmo criador da maioria dos mascotes do futebol paulista, e desenhado inicialmente por Edson Rontoni e com ideias de Nino Borges. O Nhô Quim é a imagem do caipira, pessoa com chapéu de palha, roupa abarrotada e botinas e de tranmissão serena, como um simples morador de zona rural, mas quando entra em campo representado pelas cores alvinegras do XV, o ideal é vencer sendo sempre empurrado pelos gritos com sotaque forte, mas incentivadores.

O Esquadrão quinzeano lotando o Barão de Serra Negra em Piracicaba. (Reprodução/Marcos Ribolli)
O Esquadrão quinzeano lotando o Barão de Serra Negra em Piracicaba. (Foto: GloboEsporte.com/Marcos Ribolli)

A equipe piracicabana faz parte do Movimento por um Futebol Melhor criando também seu programa de Sócio Torcedor, o Nação XV, sendo ele o 44º maior do país com mais de 1.000 torcedores que colaboram com todo o projeto feito pelo alvinegro. Sendo assim, o lado caipira da equipe pode ser levado mais facilmente pelo país do que ficar restrito na cidade de Piracicaba o que ajuda na divulgação da equipe e faz dele maior forte dentro de campo.

O XV de Piracicaba é reconhecido por criar o hino de clube mais caipira do mundo feito por alunos da ESALQ, escola da USP residida na cidade. Com letra forte, o hino é sempre cantado em todos os jogos da equipe dentro do estádio local, o Barão de Serra Negra, sendo ele um gigante grito de guerra para a batalha que se inicia em campo:

Cáxara de forfe
Cuspere de grilo
Bicaro de pato
GOOOOOOOOOOOOR

XV, crá crá crá
XV, crá crá crá

Asara de barata
Nhéque de portera
Já que tá que fique
GOOOOOOOOOOOOR

XV, crá crá crá
XV, crá crá crá

Viemo numa combi véia
Sem óio de breque
De orc de raibã
GOOOOOOOOOOOOR

XV, crá crá crá
XV, crá crá crá

Carcanhá de bode
Tocera de grama
Já que tá que fique
GOOOOOOOOOOOOR

XV, crá crá crá
XV,crá crá crá
Trei veiz cinco, XV

Na Copa Paulista, disputado agora no fim de 2016, a torcida tem feito sua parte para empurrar a equipe até a final do campeonato, desde as recepções do time para o Barão, como em jogos fora de casa como na semi-final contra o Rio Claro na cidade de Rio Claro, SP, que decretou a ida para a final do campeonato com uma gigante festa na volta para a casa, cena de agradecimento da Esquadrão para os atletas para a recuperação da alegria da torcida após o rebaixamento da Série A1 do Paulista no início do ano e fazendo a equipe voltar a disputar um campeonato nacional, coisa que não acontece desde 2003 depois da última participação na Série C.

Festa na recepção do Nhô Quim na final da Copa Paulista. (Reprodução/GloboEsporte/Guto Marchiori)
Festa na recepção do Nhô Quim na final da Copa Paulista. (Foto: GloboEsporte.com/Guto Marchiori)

O Nhô Quim, mesmo não tendo a mídia como os grandes times nacionais, ainda envolve e muito a cidade com sua torcida apaixonada, é muito mais fácil encontrar nas ruas alguém usando uma camisa alvinegra quinzeana do que a de outra equipe paulista por exemplo, isso exprime que mesmo com uma vida pacata de interior, o caipira segue amando o que sempre te deu retorno, como diz na própria arquibancada do Estádio Barão de Serra Negra: “Aqui cultivamos a semente da terra do orgulho da nação quinzeana com raízes regadas pelo sangue e suor dos nossos antepassados”. Assim segue a vida caipira em Piracicaba, com seu ritmo ditado pelas violas, cantigos sertanejos e seus sotaques, mas sempre junto com gritos de euforia e gratidão vinda de sua Torcida Esquadrão.

Créditos: A Província, Canelada, Esporte IG

3 Comentários em XV de Piracicaba – A torcida mais caipira do mundo

  1. Daora a publicação mais muita mentira a parte em nenhum jogo nois canta o hino caxará de Forfe este hino já foi substituído por um hino de verdade e nois nem fala tão caipira assim

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*