Ypiranga – Clube de Erechim nasce de cenas lamentáveis

Time revelou um dos maiores nomes do futebol gaúcho, Sandro Sotilli, o Pelé dos Pampas

Foto: Leandro Zanotto

O Ypiranga Futebol Clube foi fundado em 1924 e, segundo o site oficial do clube, surgiu de uma rivalidade. O Ítalo-Brasileiro, único clube de Erechim na época, disputava uma partida contra o Douradense, time da região. Um grupo de pessoas recém-chegadas à cidade torcia pelo Douradense, o que resultou em confusão generalizada após o apito final. Portanto, não é errado dizer que o Ypiranga nasceu de “cenas lamentáveis”.

O Colosso da Lagoa, casa do Canarinho, é o terceiro maior estádio do Rio Grande do Sul depois da Arena do Grêmio e do Beira-Rio – sem levar em conta o desativado Olímpico. Construído em 1970, o estádio foi inaugurado com um torneio entre vários clubes tradicionais. Além dos donos da casa, participaram Atlântico, também de Erechim, Taguá, de Getúlio Vargas, Esportivo, de Bento Gonçalves, Grêmio e Internacional, de Porto Alegre, Santos (SP), Botafogo (RJ), Cruzeiro (MG) e Independiente, da Argentina.

No primeiro jogo entre Grêmio e Santos, Pelé – que acabara de conquistar com a Seleção o Tri no México – marcou seu gol 1.040. O feito foi imortalizado com uma placa no estádio em homenagem ao Rei. O Ypiranga estreou na nova casa com vitória por 3 a 2 sobre o Esportivo.

Pelé marca no Colosso da Lagoa seu gol 1040. Foto: Arquivo histórico do Ypiranga
Pelé marca no Colosso da Lagoa seu gol 1040 (Foto: Arquivo histórico do Ypiranga)

O Ypiranga revelou um dos maiores nomes do futebol gaúcho: Sandro Sotilli, o Pelé dos Pampas, maior artilheiro da história do Gauchão com 111 gols. Ídolo de diversos clubes, Sotilli se aposentou recentemente para se dedicar aos bailões ao som de San Marino, sempre com um latão de Polar na mão. Outro grande nome que passou pelo time foi Paulo Baier, segundo maior artilheiro da era dos pontos corridos do Brasileirão, que também pendurou as chuteiras, no início deste mês.

O último título do Ypiranga foi o da Divisão de Acesso do Gauchão de 2014. Em 2015, a boa campanha na primeira divisão estadual garantiu ao clube uma vaga na Série D do Brasileirão. O Canarinho terminou a competição entre os quatro melhores e garantiu o acesso à Série C.

O time de Erechim começou bem a campanha na terceirona com sete pontos nas primeiras quatro rodadas e entre os quatro melhores do Grupo B – que vão à segunda fase da competição, disputada em mata-mata. A derrota para a Tombense no último sábado fez os gaúchos caírem três posições na tabela de classificação. O Canarinho enfrenta o Macaé no próximo domingo, pela sexta rodada da Série C. O jogo está marcado para às 15h, no estádio Colosso da Lagoa, em Erechim. Os cariocas estão na penúltima posição com apenas três pontos em cinco jogos e hoje estariam rebaixados à Série D.

Para conseguir os três pontos, o Ypiranga aposta no trabalho em longo prazo de Leocir Dall’Astra, o Alex Ferguson que toma chimarrão.  No clube desde fevereiro de 2012, o treinador gaúcho é um dos principais responsáveis pela ascensão do clube na Série C. O time conta também com nomes moralizadores, como o do goleiro Carlão, o zagueiro Negretti, o meia Likito e o atacante Drama.

Texto: André Luiz Betto @andrebetto

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*