Grêmio: o atual dono da América na busca pelo tetracampeonato

PODE SER O BRASILEIRO COM MAIS TÍTULOS DA LIBERTADORES

RS - FUTEBOL/GREMIO X LANUS - ESPORTES - Estádio La Fortaleza, final da Libertadores da America 2017. FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Por: Marcella Lorandi | RSO sonho de ser o primeiro brasileiro tetracampeão da Copa Libertadores da América segue ainda mais vivo. O Grêmio precisou se reformular um bocado de vezes desde a conquista que culminou no atual patamar que o clube gaúcho ocupa no futebol do continente. Não é sobre 2017, me refiro a tudo que veio desde a Copa do Brasil de 2016. A caminhada começou ali, uma coisa levou a outra e cada pé que escreveu essa história até aqui, você, inegavelmente, já ouviu falar.

Saiu Pedro Rocha e foi possível ver o protagonismo de Éverton. Wallace deu espaço para Arthur. Sem o novo queridinho do Barcelona, o Grêmio precisou se reinventar, e inventar, sob o comando de Renato Portaluppi. O ídolo indiscutível tem muito juízo, requintes de sorte e imortalidade de sobra. Com algumas peças que se foram, e outras que chegaram Renato formou um time com a cara do Grêmio, que agora terá pela frente a surpresa do torneio, o Atlético Tucumán-ARG, pelas quartas de final.

 

André converteu o último pênalti e garantiu a classificação do Grêmio. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Quartas de Final   

O Tricolor Gaúcho viajará cerca de 1.800 km até a cidade de San Miguel do Tucumán, na Argentina, para enfrentar o o clube.  O “Gigante do Norte”, como é conhecido, tem 116 anos de existência, está na sua segunda participação na competição, e depois de eliminar o Atlético Nacional-COL, quer surpreender ainda mais.

Dos 30 jogadores inscritos na fase inicial da competição, onze atletas já não fazem mais parte do plantel do Tucumán, mas a referência para os jogadores e torcedores, e também maior ídolo do clube, ainda está em atividade. Luis Manuel Rodríguez, 33 anos, comanda o ataque do Decano. Ele foi goleador da Sul-Americana no ano passado, e nesta edição da Libertadores só balançou as redes duas vezes.

Diante da sua torcida, o Tucumán faz uma boa campanha, com três vitórias e uma derrota. Já como visitante, nos quatro jogos disputados longe da sua casa, o Estádio Monumental José Fierro, o clube oscilou com uma vitória, um empate e duas derrotas.

 

Atlético Tucumán avança e enfrenta o Grêmio na Libertadores. Foto: José Sarmiento

O Grêmio

Cascudo em Copa Libertadores, o Grêmio, em sua décima oitava participação, e carregando as competências de atual campeão da competição e de clube brasileiro com maior número de vitórias, 92, contra 90 do São Paulo, chega para o confronto contra o Atlético Tucumán-ARG confiante na sua campanha.

Desde a fase inicial da competição o Grêmio precisou realizar algumas modificações nas inscrições dos atletas, as mais recentes vêm da base do clube gaúcho, que confirmou duas mudanças. O meio-campo Matheus Henrique entra no lugar de Jailson, vendido para o Fenerbahçe-TUR, e Jean Pyerre, também meio-campo, ficou com a vaga de Hernane Brocador, liberado para o Sport. O clube que avançar para a semifinal recebe o direito de inscrever mais dois atletas.

Jean Pyerre em lance da partida entre Grêmio e Internacional. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Atualmente o Grêmio carrega alguns algozes, a derrota no Gre-Nal e a colocação na zona da pré-libertadores na tabela são os fatores que fazem com que o Tricolor chegue no confronto precisando provar que não há “terra-arrasada” e que Renato e seus comandados seguem concentrados na busca pelo tetracampeonato. Aos supersticiosos, a situação é bem parecida com a do ano passado, quando o Grêmio foi eliminado pelo Cruzeiro na Copa do Brasil, era vice-líder do Brasileirão, mas estava a dez pontos distante do líder Corinthians, e acabou na conquista do Tri, e enfrentando o Real Madrid na final do Mundial de Clubes.

Se esta Libertadores terminar em taça, não haverá imprensa capaz dizer que foi “fácil” — como alguns ventilaram na conquista de 2017, por não enfrentar clubes de grande tradição. Junto do Grêmio, Independiente-ARG, River Plate-ARG, Atlético Tucumán-ARG, Colo-Colo-CHI, Palmeiras, Cruzeiro e Boca Juniors-ARG buscam seu lugar no degrau mais alto da América do Sul.

Atlético Tucumán e Grêmio se enfrentam pela partida de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América, nesta terça-feira, dia 18/09, às 21h45, no Estádio Monumental José Fierro. O jogo de volta na Arena do Grêmio acontece dia 02/10, terça-feira, também às 21h45.

Fonte: Globoesporte.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*