O futebol e a relação entre pai e filho

Pais e filhos e suas relações estreitadas pelo futebol

Pai e filho (Foto: Getty Images)
Pai e filho (Foto: Getty Images)
Por Honorato Vieira, CE

O futebol é um esporte apaixonante em que vários clichês são vividos todos os dias. As frases “muito mais que um jogo” e “são mais que 22 homens correndo atrás da bola” são colocadas à prova toda vez que algo de bom é feito por dentro das quatro linhas.  Um dos ciclos que mais se repete é a influência do pai no time do filho. Alguns fazem chantagem, outros dão presentes com o símbolo do time, tudo para ganhar o coração dos pequenos.

Quando se escolhe clube e os momentos entre os dois passam a ser compartilhados, a convivência se torna saborosa. O pai deixa de ser só aquele que cobra a lição. Cria-se um laço profundo de amizade. O amor pelo time de coração, a raiva do rival ou do jogador perna de pau, as discussões sobre o esquema tático se misturam com os assuntos do dia a dia.

Com o passar dos anos, muitos apaixonados perdem aquela chama que um dia foi maior que qualquer outra coisa e deixam de acompanhar a equipe com tanta frequência. Uma dica: para continuar com essa vontade é preciso descobrir outras motivações que lha façam ir ao estádio. Um resultado: a mais prazerosa de todas é a aproximação com seu velho, o abraço apertado na hora do gol, o choro de alegria após uma conquista ou o ombro amigo após uma decepção.

CL INDICA

Um documentário que mostra o quão o futebol é espetacular nos relacionamentos entre pais e filhos é “O Futebol”. A obra nasceu de um pacto entre Sergio Oksman, premiado diretor brasileiro radicado na Espanha, e seu pai, Simão, de que assistiriam juntos à Copa do Mundo de 2014, após um período de vinte anos separados. Como o futebol é um dos raros assuntos em comum entre ambos, os encontros durante as partidas acabam servindo para que voltem a compartilhar momentos juntos.

Simão e Sergio se encontram durante os jogos, que servem como um pretexto para compartilharem momentos juntos. O futebol torna-se um mediador e combustível das conversas, mas o passado sempre reaparece. Veja o vídeo aqui.

Fontes: Dentro do Campo; No Ângulo; Globo Esporte; Documentário “O Futebol”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*